Assim Diz o SENHOR: "Impérios" (Preceito por Preceito/ Especial: o Livro de Daniel 2/12) Google+






                      6) É DESSE JEITO ! "Nota+ de Estudo" (NT+)- As NT+ de Estudo são o Coração do Componente "Estudo" deste Projeto. São mais de 12 Mil Notas+ de Estudo (NT+) em Todo o Projeto, acomodadas nos Estudos Detalhados abaixo do Texto Bíblico correspondente. E serão facilmente reconhecidas pelos Sinais NT+. As NT+ Explicam, Definem, Esclarecem e Iluminam algum aspecto da Passagem Bíblica em questão. Às vezes, a NT+ Aborda o conteúdo de uma Passagem mais ampla das ESCRITURAS, que consiste de vários ou muitos versículos. A essas, podem se seguir NT+ referentes a conteúdos mais Específicos de cada Versículo que foi tratado de maneira coletiva na NT+ anterior. Quando a NT+ usa palavras exatas do Texto Bíblico, estas são formatadas em negrito e itálico. Equivalentes atuais para antigos pesos e medidas geralmente são mencionados nas "NT+ de Estudo". É importante frisar que ao Clicar em algum título: NT+ ou N7+, vocês serão direcionados a "Estudos Extras+", e farão viagens incríveis no Conhecimento do nosso DEUS.


É DESSE JEITO!
       
                                               "Assim Diz o SENHOR"

                                                * Daniel (Estudo 2/ 12)   
                                No segundo ano do reinado de Nabucodonosor, teve este um sonho, o seu espírito se perturbou, e passou-se-lhe o sono. 2 Então, o rei mandou chamar os magos, os encantadores, os feiticeiros, e os caldeus, para que declarassem ao rei quais lhe foram os sonhos; eles vieram e se apresentaram diante do rei.3 Disse-lhes o rei: Tive um sonho, e para sabê-lo está perturbado o meu espírito.4 Os caldeus disseram ao rei em aramaico: Ó rei, vive eternamente! Dize o sonho a teus servos, e daremos a interpretação.5 Respondeu o rei e disse aos caldeus:Uma coisa é certa: se não me fizerdes saber o sonho e a sua interpretação, sereis despedaçados, e as vossas casas serão feitas monturo;6 mas, se me declarardes o sonho e a sua interpretação, recebereis de mim dádivas, prêmios e grandes honras; portanto, declarei-me o sonho e a sua interpretação.7 Responderam segunda vez e disseram: Diga o rei o sonho a seus servos, e lhe daremos a interpretação.8 Tornou o rei e disse: Bem percebo que quereis ganhar tempo, porque vedes que o que eu disse está resolvido,9 isto é: se não me fazeis saber o sonho, uma só sentença será a vossa; pois combinastes palavras mentirosas e perversas para as proferirdes na minha presença, até que se mude a situação; portanto, dizei-me o sonho, e saberei que me podeis dar-lhe a interpretação.10 Responderam os caldeus na presença do rei e disseram: Não há mortal sobre a terra que possa revelar o que o rei exige; pois jamais houve rei, por grande e poderoso que tivesse sido, que exigisse semelhante coisa de algum mago, encantador ou caldeu.11 A coisa que o rei exige é difícil, e ninguém há que possa revelar diante do rei, senão os deuses, e estes não moram com os homens.
                               12 Então, o rei muito se irou e enfureceu; e ordenou que matassem a todos os sábios da Babilônia.13 Saiu o decreto, segundo o qual deviam ser mortos os sábios; e buscaram a Daniel e aos seus companheiros, para que fossem mortos.14 Então, Daniel falou, avisada e prudentemente, a Arioque, chefe da guarda do rei, que tinha saído para matar os sábios da Babilônia.15 E disse a Arioque, encarregado do rei: Por que é tão severo o mandado do rei? Então, Arioque explicou o caso a Daniel.16 Foi Daniel ter com o rei e lhe pediu designasse o tempo, e ele revelaria ao rei a interpretação.
                               17 Então, Daniel foi para casa e fez saber o caso a Hananias, Misael e Azarias, seus companheiros,18 para que pedissem misericórdia ao DEUS do céu sobre este mistério, a fim de que Daniel e seus companheiros não perecessem com o resto dos sábios da Babilônia.19 Então, foi revelado o mistério a Daniel numa visão de noite; Daniel bendisse o DEUS do céu.20 Disse Daniel: Seja bendito o nome de DEUS, de eternidade a eternidade, porque dele é a sabedoria e o poder;21 é ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis; ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes.22 Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz.23 A ti, ó DEUS de meus pais, eu te rendo graças e te louvo, porque me deste sabedoria e poder; e, agora, me fizeste saber o que te pedimos, porque nos fizeste saber este caso do rei.
                              24 Por isso, Daniel foi ter com Arioque, ao qual o rei tinha constituído para exterminar os sábios da Babilônia; entrou e lhe disse: Não mates os sábios da Babilônia; introduze-me na presença do rei, e revelarei ao rei a interpretação.25 Então, Arioque depressa introduziu Daniel na presença do rei e lhe disse: Achei um dentre os filhos cativos de Judá, o qual revelará ao rei a interpretação.26 Respondeu o rei e disse a Daniel,cujo o nome era Beltessazar: Podes tu fazer-me saber o que vi no sonho e a sua interpretação?27 Respondeu Daniel na presença do rei e disse: O mistério que o rei exige, nem encantadores, nem magos nem astrólogos o podem revelar ao rei; 28 mas há um DEUS no céu, o qual revela os mistérios, pois fez saber ao rei Nabucodonosor o que há de ser nos últimos dias. O teu sonho e as visões da tua cabeça, quando estavas no teu leito, são estas:29 Estando tu, ó rei, no teu leito, surgiram-te pensamentos a respeito do que há de ser depois disto. Aquele, pois, que revela mistérios te revelou o que há de ser.30 E a mim me foi revelado este mistério, não porque haja em mim mais sabedoria do que em todos os viventes, mas para que a interpretação se fizesse saber ao rei, e para que entendesses as cogitações da tua mente.
                               31 Tu, ó rei, estavas vendo, e eis aqui uma grande estátua; esta, que era imensa e de extraordinário esplendor, estava em pé diante de ti; e a sua aparência era terrível.32 A cabeça era de fino ouro, o peito e os braços, de prata, o ventre e os quadris, de bronze;33 as pernas, de ferro, em parte, de barro.34 Quando estavas olhando, uma pedra foi cortada sem auxílio de mãos, feriu a estátua nos pés de ferro e de barro e os esmiuçou.35 Então, foi juntamente esmiuçado o ferro, o barro, o bronze, a prata e o ouro, os quais se fizeram como a palha das eiras no estio, e o vento os levou, e deles não se viram mais vestígios. Mas a pedra que feriu a estátua se tornou em grande montanha, que encheu toda a terra.
                                36 Este é o sonho; e também a sua interpretação diremos ao rei.37 Tu, ó rei, rei de reis, a quem o DEUS do céu conferiu o reino, o poder, a força e a glória;38 a cujas mãos foram entregues os filhos dos homens, onde quer que eles habitem, e os animais do campo e as aves do céu, para que dominasses sobre todos eles, tu és a cabeça de ouro.39 Depois de ti, se levantará outro reino, inferior ao teu; e um terceiro reino, de bronze, o qual terá domínio sobre toda a terra.40 O quarto reino será forte como ferro; pois o ferro a tudo quebra e esmiúça; como o ferro quebra todas as coisas, assim ele fará em pedaços e esmiuçará.41 Quanto ao que viste dos pés e dos artelhos, em parte, de barro de oleiro e, em parte, de ferro, será esse um reino dividido; contudo, haverá nele alguma coisa da firmeza do ferro, pois que viste o ferro misturado com barro de lodo.42 Como os artelhos dos pés eram, em parte, de ferro e, em parte, de barro, assim, por uma parte, o reino será forte e, por outra, será frágil.43 Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão mediante casamento, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro.44 Mas, nos dias destes reis, o DEUS do céu suscitará um reino que não será jamais destruído; este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos estes reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre,45 como viste que do monte foi cortada uma pedra, sem auxílio de mãos, e ela esmiuçou o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro. O Grande DEUS fez saber ao rei o que há de ser futuramente. Certo é o sonho, e fiel, a sua interpretação.
                                   46 Então, o rei Nabucodonosor se inclinou, e se prostrou rosto em terra perante Daniel, e ordenou que lhe fizessem oferta de manjares e suaves perfumes.47 Disse o rei a Daniel: Certamente, o vosso DEUS é o DEUS dos deuses, e o SENHOR dos reis, e o revelador de mistérios, pois pudeste revelar este mistério.48 Então, o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitos e grandes presentes, e o pôs por governador de toda a província da Babilônia, como também o fez chefe supremo de todos os sábios da Babilônia.49 A pedido de Daniel, constituiu o rei a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego sobre os negócios da província da Babilônia; Daniel, porém, permaneceu na corte do rei.

                                       É DESSE JEITO! "Vídeo+"




                                                             É DESSE JEITO!
                                         "Sistema de Referências Cruzadas (Cruz+)"

                        2: 1 (o seu espírito se perturbou/ passou-se-lhe o sono)) Cruz+ (Gênesis 40: 5-8; 41: 1/ Ester 6: 1).

                       2: 2 (Então, o rei mandou chamar os magos, ...) Cruz+ ( Êxodo 7: 11).

                       2: 4 (ó rei, vive eternamente!) Cruz+ (1 Reis 1: 31; Daniel 3: 9; 5: 10; 6: 6, 21).

                       2: 5 (despedaçados, e suas casa serão feitas monturo) Cruz+ (2 Reis 10: 27; Esdras 6: 11; Daniel 3: 29).

                        2: 6 (mas, se me declarardes o sonho e a sua interpretação, ...) Cruz+ (Daniel 5: 16).

                        2: 11 (senão os deuses, ...) Cruz+ (Gênesis 41: 39; Dn 5: 11).

                        2: 13 (Daniel e aos seus companheiros) Cruz+ (Daniel 1: 19-20).

                        2: 18 (para que pedissem misericórdia ao DEUS do céu sobre este mistério, ...) Cruz+ (Daniel 9: 9; Mt 18: 19).

                        2: 19 (numa visão de noite) Cruz+ (Números 12: 6; Jó 33: 15; Provérbios 3: 32; Amós 3: 7).
                       
                        2: 20 (Seja Bendito o Nome de DEUS, .../ porque DELE é a sabedoria e o poder) Cruz+ (Salmos 113: 2/ 1 Crônicas 29: 11-12; Jó 12: 13; Salmos 147: 5; Jeremias 32: 19; Mateus 6: 13; Romanos 11; 33).

                        2: 21 (o tempo e as estações/ remove reis e estabelece reis/ ELE dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes) Cruz+ (Salmos 31: 15; Ester 1: 13; Daniel 2: 9; 7: 25/ Jó 12: 18; Salmos 75: 6-7; Jeremias 27: 5; Daniel 4: 35/ 1 Reis 3: 9-10; 4: 29; Tiago 1: 5).

                        2: 22 ( ELE revela o profundo e o escondido/ Conhece o que está em trevas/ Com ELE mora a Luz) Cruz+ (Jó 12: 22; Salmos 25: 14/ Jó 26: 6; Salmos 139: 12/ Salmos 136: 9).

                        2: 23 (pedimos ...) Cruz+ (Salmos 21: 2, 4; Daniel 2: 18, 29-30).

                         2: 28 (mas há um DEUS no céu, o qual revela .../ o que há de ser nos últimos dias) Cruz + Gênesis 40: 8; Amós 4: 13/ Gênesis 49: 1; Isaías 2: 2; Daniel 10: 14; Miquéias 4: 1).

                         2: 29 (Aquele, pois, que revela mistérios, ...) Cruz+ (Daniel 2: 22, 28).

                         2: 30 (E a mim me foi revelado este mistério/, .../ e para que entendesses as ...) Cruz+ (Atos 3: 12/ Daniel 2: 47).

                         2: 32 (A cabeça era de fino ouro, ...) Cruz+ ( Daniel 2: 38, 45).

                         2: 34 (sem auxílio de mãos) Cruz+ (Zacarias 4: 6).

                         2: 35 (Então, foi juntamente esmiuçado o .../ como a palha das .../ e deles não se viram mais vestígios/ tornou em grande montanha/ que encheu toda a terra) Cruz+ (Apocalipse 16: 14/ Oséias 13: 3/ Salmos 37: 10, 36/Isaías 2: 2-3/ Salmos 80: 9).

                         2: 37 (Tu, ó rei, rei de reis/ a quem o DEUS do céu conferiu ...) Cruz+ (Jeremias 27 6-7/ Esdras 1: 2).

                          2: 38 (onde quer que eles habitem, e .../ tu és a cabeça de ouro) Cruz+ (Daniel  4: 21-22/ Daniel 2: 32).

                          2: 39 (outro reino/ inferior ao teu, ...) Cruz+ (Daniel 5: 28, 31/ Daniel 2: 32).

                          2: 40 (o quarto reino será forte como o ferro) Cruz+ (Daniel 7: 7, 23).

                          2: 42 (assim, por uma parte, será forte e, por outra , será frágil) Cruz+ (Daniel 7: 24).

                         2: 44 ( o DEUS do céu suscitará um Reino/ que não será jamais destruído/ esmiuçará e consumirá todos estes reinos, ...) Cruz+ (Daniel 2: 28, 37/ Lucas 1: 32-33/ Isaías 60:12).

                      2: 45 ( Como viste que do monte foi cortada uma pedra, ...) Cruz+ (Daniel 2: 35).

                      2: 46 (Então, o rei Nabucodonosor se inclinou, .../e suaves perfumes) Cruz+ (Atos 10: 25; 14:13/ Esdras 6:10).

                     2: 47 (vosso DEUS é o DEUS/ deuses) Cruz+ (Daniel 3: 28-29; 4: 34-37/ Deuteronômio 10: 17).

                     2: 48 (Então, o rei engrandeceu a Daniel/ e lhe deu muitos e grandes presentes/ Chefe Supremo de todos os Sábios.../) Cruz+ (Provérbios 14: 35; 21: 1/ Daniel 2: 6/ Daniel 4: 9; 5: 11).

                   2: 49 (Constituiu o rei a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego sobre .../ permaneceu na corte do rei) Cruz+ ( Daniel 1: 7; 3:12/ Ester 2: 19, 21; 3: 2).

                         

                                                              É DESSE JEITO!
                                   "Sistema de Nota+ de Estudo {NT+}"

                                                                     "{NT+} de 2: 1"

                                 2: 1 segundo ano do reinado de Nabucodonosor. Isto pode ter acontecido depois de Daniel e seus amigos terminarem os três anos de instrução (1: 5, 18). Esta teria começado antes do primeiro ano oficial do reinado de Nabucodonosor, na primavera de 604 a.C.

                                                                   "{NT+} de 2: 4"

                                2: 4 Neste ponto, a língua original muda do hebraico para o aramaico.

                                                                   "{NT+} de 2: 28"

                                 2: 28 o que há de ser nos últimos dias. Comparar com Nm 24: 14; Ez 38: 16. O sonho de Nabucodonosor avança até o momento em que o Próprio DEUS estabelecerá seu reino na terra (Dn 2: 37-44).

                                                                  "{NT+} de 2: 31"

                                 2: 31 uma grande estátua. Imagem apropriada para representar uma sucessão de governos humanos temporários.

                                                                    "{NT+} de 2: 38"

                                2: 38 tu és a cabeça de ouro. O fato de Daniel haver identificado o primeiro segmento da imagem como o reino neobabilônico de Nabucodonosor (605-539 a.C) nos proporciona um ponto de partida na história para identificar os reinos seguintes (Comparar com 8: 20, 21).

                                                     
                                                                      "{NT+} de 2: 39"

                                  2: 39 Depois de ti, se levantará outro reino. Um reino sucedeu o que foi representado pela cabeça de ouro, a qual incluía Nabucodonosor (605-562 a.C) e vários outros governantes neobabilônicos de menor importância histórica depois dele (562-539 a.C). inferior ao teu. Esta inferioridade representada pelo valor decrescente dos metais, não poderia se referir à extensão geográfica, ao poder militar (observe a dureza crescente dos materiais; comparar com v. 40; 7: 7) nem à riqueza geral, que aumentou de um império para outro. Contudo, pode ser uma alusão à glória da capital (Babilônia teve beleza lendária), à cultura e, sobretudo, ao valor moral, pois os governantes humanos se tornaram cada vez mais corruptos, arrogantes e rebeldes contra DEUS. um terceiro reino, de bronze. Alexandre, o grande (336-323 a.C), conquistou a Medo-Pérsia e inaugurou o império grego/macedônico (330-30 a.C; ver 8: 20-22). o qual terá domínio sobre toda a terra. O império de Alexandre se destacou por sua vasta extensão. No entanto, a expressão "toda a terra" não se refere literalmente à totalidade do planeta. Nem significa "o mundo conhecido na época". Tanto este quanto os outros impérios tinham fronteiras, e as pessoas que faziam parte dele conheciam os outros povos, com quem guerreavam ou faziam negócios. Havia grandes impérios em outros lugares, como o império chinês, rival do império romano em extensão e poder.Todavia, os impérios mencionados em Dn 2 são aqueles que controlavam a terra de Israel.

                                                                  "{NT+} de 2: 40"

                                     2: 40 O quarto reino será forte como o ferro. Entre 168 e 30 a.C., Roma conquistou os reinos gregos nos quais o império de Alexandre se dividira (Comparar com 8: 8, 22). Roma foi o reino mais forte e o que durou mais tempo dentre os representados pela imagem de Daniel.

                                                                  "{NT+} de 2: 41"

                                     2: 41 será esse um reino dividido. O imperador romano Constantino dividiu o império nas partes ocidental e oriental (326 d.C). A parte ocidental foi dominada pelos povos bárbaros e se dividiu em vários países europeus, que têm força variada. A parte oriental do império romano continuou como o império bizantino, conquistado pelos muçulmanos em 1453 d.C.

                                                                 "{NT+} de 2: 43"

                                    2: 43 não se ligarão um ao outro. Os países remanescentes do império romano nunca se uniram com sucesso, a despeito de grandes esforços ao longo dos séculos, por meio de guerras e casamentos políticos.

                                                                  "{NT+} de 2: 44"

                                    2: 44 nos dias destes reis, o DEUS do céu. Em algum momento durante o período atual de poderes divididos, DEUS intervirá repentinamente (como representa a pedra que esmiúça a estátua; v. 34, 35, 45) e estabelecerá seu Reino Eterno. O NT identifica a Segunda Vinda de CRISTO como a causa desse fim súbito e repentino da civilização humana como a conhecemos (Mt 24: 23-51; Ap 19: 11-21).

                                                                   "{NT+} de 2: 46"

                                     2: 46 que lhe fizessem oferta de manjares e suaves perfumes. Parece que Daniel foi tratado pelo rei como se fosse divino (comparar com At 14: 11-18), embora o monarca tenha enaltecido o DEUS do jovem hebreu (Dn 2: 47). Sem dúvida, Daniel orientou Nabucodonosor a Adorar ao SENHOR (comparar com v. 28-30, 45).
                       

                                                                 Presente +


https://www7.novotempo.com/Corporate1/newformblog/?token=9670505FB3B37ECAFCD755F3060C255A&bibleCourse=14118



                 


   #NovoTempo              

                  * Fiquem com DEUS e se ELE permitir no Próximo Santo Dia, têm +É DESSE JEITO !  (Preceito por Preceito/Especial: O Livro de Daniel 2/ 12 )