O Livro do Apocalipse - "A Mulher e o dragão" (Estudo 12/22)

                               
                                                 É DESSE JEITO!

                                  Feliz Sábado Amados Irmãos. Graça e Paz à Todos. Hoje é Santo Dia de Estudo Especial do Projeto "Preceito por Preceito" (Especial: O Livro do Apocalipse - Capítulo 12) onde estudaremos de uma Forma Detalhada, Tudo sobre o "Capítulo 12" deste Espetacular "Livro+".  Se ao final dessa Mensagem você se sentir Abençoado e querer ajudar o Projeto "Preceito por Preceito", e só Compartilhar essa Mensagem (Compartilhe 7+) com 7 pessoas que você queira ver felizes e SALVAS. Também venho através desse informativo esclarecer a respeito dos Recursos que estarão Disponíveis em cada "Estudo+" Detalhado deste Projeto: 



                      6) É DESSE JEITO ! "Nota+ de Estudo" (NT+)- As NT+ de Estudo são o Coração do Componente "Estudo+" deste Projeto. São mais de 12 Mil Notas+ de Estudo (NT+) em Todo o Projeto, acomodadas nos Estudos Detalhados abaixo do Texto Bíblico correspondente. E serão facilmente reconhecidas pelos Sinais NT+. As NT+ Explicam, Definem, Esclarecem e Iluminam algum aspecto da Passagem Bíblica em questão. Às vezes, a NT+ Aborda o conteúdo de uma Passagem mais ampla das ESCRITURAS, que consiste de vários ou muitos versículos. A essas, podem se seguir NT+ referentes a conteúdos mais Específicos de cada Versículo que foi tratado de maneira coletiva na NT+ anterior. Quando a NT+ usa palavras exatas do Texto Bíblico, estas são formatadas em negrito e itálico. Equivalentes atuais para antigos pesos e medidas geralmente são mencionados nas "NT+ de Estudo". É importante frisar que ao Clicar em alguma NT+ vocês serão direcionados a "Estudos Extras+", e farão viagens incríveis no Conhecimento do nosso DEUS.
 Muitas vezes, as NT+ fazem Referência a outras Passagens da BÍBLIA. Em algumas situações, uma NT+ de Estudo pode fazer referência direta ao conteúdo de outra. Isso será indicado com clareza pela expressão "Ver NT+ Sobre".
                                           
Imagem de uma mulher com a lua debaixo dos pés

                                                   "Assim Diz o SENHOR"

                                                A Mulher e o dragão
                      12 Viu-se grande sinal no céu, a saber, uma mulher vestida do sol com a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça, 2 que, achando-se grávida, grita com as dores de parto, sofrendo tormentos para dar à luz.3 Viu-se, também, outro sinal no céu, e eis um dragão, grande, vermelho, com sete cabeças, dez chifres e, nas cabeças, sete diademas.4 A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu, as quais lançou para a terra; e o dragão se deteve em frente da mulher que estava para dar à luz, a fim de lhe devorar o filho quando nascesse.5 Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono.6 A mulher, porém, fugiu para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar para que nele a sustentem durante mil duzentos e sessenta dias.

                 Anjos pelejam no Céu contra o dragão. A Vitória de CRISTO e do Seu povo
                     7 Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; 8 todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles. 9 E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos.10 Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus.11 Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida.12 Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.

                                          O dragão persegue a Mulher
                           13 Quando, pois, o dragão se viu atirado para a terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho varão;14 e foram dadas à mulher as duas asas da grande águia, para que voasse até ao deserto, ao seu lugar, aí onde é sustentada durante um tempo, tempos e metade de um tempo, fora da vista da serpente.15 Então, a serpente arrojou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, a fim de fazer com que ela fosse arrebatada pelo rio.16 A terra, porém, socorreu a mulher; e a terra abriu a boca e engoliu o rio que o dragão tinha arrojado de sua boca.17 Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em pé sobre a areia do mar.

                                             (Apocalipse 12/PALAVRA de DEUS)

                                                                   AMÉM!!!
                            
                           
                                                É DESSE JEITO! "Áudio+"


                                           


            12: 2 (Com as dores de parto, ...) CRUZ+ (Isaías 26: 17; 66: 6-9).

            12: 3 (Um Dragão, grande, vermelho, com sete cabeças, ...) CRUZ+ (Apocalipse 13: 1; 17: 3, 7, 9).

          12: 4 (A sua cauda arrastava a terça parte/ das estrelas do Céu, .../ lançou para a Terra; .../ em frente da Mulher que estava para dar à luz/ a fim de lhe devorar o filho que nascesse) CRUZ+ (Apocalipse 9: 10, 19/ Apocalipse 8: 7, 12/ Daniel 8: 10/ Apocalipse 12: 2/ Mateus 2: 16).

           12: 5 (Que há de reger todas as nações .../ arrebatado para DEUS até ao seu trono) CRUZ+ (Salmos 2: 9/ Atos 1: 9-11).

           12: 6 (A Mulher, porém, fugiu .../ Mil duzentos e sessenta dias) CRUZ+ (Apocalipse 12: 4, 14/ Apocalipse 11: 3; 13: 5).

          12: 7 (Miguel e seus Anjos pelejaram/ contra o dragão ...) CRUZ+ (Daniel 10: 13, 21; 12: 1/ Apocalipse 20: 2).

          12: 9 (O grande dragão/ a antiga serpente, que se chama diabo e satanás/ o sedutor de todo o mundo .../ foi atirado para a Terra ...) CRUZ+ (João 12: 31/ Gênesis 3: 1, 4/ Apocalipse 20: 3/ Apocalipse 9: 1).

           12: 10 (Agora, veio a Salvação, o Poder, o Reino do nosso DEUS .../ que os acusa de dia e de noite ...) CRUZ+ (Apocalipse 11: 15/ Zacarias 3: 1).

         12: 11 (Eles, pois, o venceram .../ não amaram a própria vida) CRUZ+ (Romanos 16: 20/ Lucas 14: 26).

          12: 12 (Festejai, ó Céus .../ Aí da Terra e do mar .../ sabendo que pouco tempo lhe resta) CRUZ+ (Salmos 96: 11/ Apocalipse 8: 13/ Apocalipse 10: 6).

         12: 13 (A Mulher que dera à luz o filho varão) CRUZ+ (Apocalipse 12: 5).

          12: 14 (E foram dadas a Mulher as duas asas .../ para que voasse/ até ao deserto .../ durante um tempo, tempos e metade de um tempo ...) CRUZ+ (Êxodo 19: 4/ Apocalipse 12: 6/ Apocalipse 17: 3/ Daniel 7: 25; 12: 7).

          12: 15 (Arrojou da sua boca, atrás da mulher ...) CRUZ+ (Isaías 59: 19).

          12: 17 (Irou-se o dragão contra a Mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os Mandamentos de DEUS ...) CRUZ+ (Êxodo 20: 1-17; Daniel 6: 5; João 15: 10; 1 João 2: 4; 3: 24; 5: 3; Apocalipse 14: 12).
                     
                                                 


                      "{NT+} de 12: 1-17"
                                         
            12: 1-17 Uma Visão Geral da História desde o Nascimento de CRISTO até os Eventos Finais. Inclui alusões ao conflito original no Céu (v. 4, 7-9).

                         "{NT+} de 12: 1"

            12: 1 Sinal. Forma substantiva de "Notificou" em 1: 1. A visão que se segue usa muitos simbolismo. Mulher. Representa o povo de DEUS (Cânticos 6: 10; Isaías 54: 5, 6), tanto antes (v. 5) quanto depois (v. 6) do Ministério terreno de JESUS. Vestida do Sol. (ver "NT+ de 10: 1"). Doze Estrelas. As 12 estrelas de Israel (ver 21: 12-14).

                                                       "{NT+} de 12: 2"
                   
           12: 2 Com as dores de parto (Ver Gênesis 3: 16; Miqueias 4: 8-10).

                                                        "{NT+} de 12: 3"

           12: 3 Dragão. Representa Satanás (v. 9; Gênesis 3: 15). Também simboliza o poder civil de Roma (Mateus 2: 3-18). Sete cabeças, dez chifres. Alusão ao total de cabeças e chifres de Daniel 7: 3-7. Diademas. Coroas reais.

                                                        "{NT+} de 12: 4"

           12: 4 Terça parte. Satanás instigou a rebelião de um terço dos anjos (ver 1: 20) no Céu antes da Criação (13: 8).

                                                        "{NT+} de 12: 5"

             12: 5 Filho Varão. Referência ao Nascimento de CRISTO (ver Salmos 2: 7-9). Arrebatado. Ascensão de CRISTO (Atos 1: 8-11).

                                                         "{NT+} de 12: 6"

           12: 6 Paralelo do v. 14. Mulher. A experiência contínua da Igreja. Deserto. Lugar de proteção (Oséias 2: 14). Mil [...] dias .(Ver "NT+ de 11: 2" e no Livro de Daniel "NT+ de 7: 25").

                                                           "{NT+} de 12: 10"

           12: 10 Reino [...] CRISTO. A entronização de CRISTO após a ascensão (3: 21; 5: 1-14). Foi expulso o acusador. Embora expulso do Céu no princípio, satanás continuou ativo com suas acusações até a cruz (Jó 1: 9-11). Agora elas não são mais levadas a sério ali (Romanos 8: 35-39; Colossenses 2: 15).

                                                            "{NT+} de 12: 11"

                  12: 11 O Venceram. Este versículo mostra "como" vencer (ver 2: 7). Sangue [...] morte. Os cristãos vencem mediante a Fé na morte e ressurreição de CRISTO, que os liberta do medo de morrer e os capacita a dar um testemunho destemido.

                                                             "{NT+} de 12: 12"

          12: 12 Aí. Agora a Terra recebe atenção ininterrupta de Satanás. Pouco Tempo. Embora o mal e o sofrimento pareçam sem fim, o Término dessas coisas é certo.

                                                               "{NT+} de 12: 13"

         12: 13 A cena retorna a Terra.

                                                                 "{NT+} de 12: 14"

         12: 14 Duas Asas [...] sustentada. Alusões ao Êxodo (Êx 19: 4). Tempo [...] tempo. Clara referência a Daniel 7: 25 e 12: 7 (Ver "NT+ de 11: 2" e no Livro de Daniel "NT+ de 7: 25").

                                                                 "{NT+} de 12: 15"

         12: 15, 16 Serpente [...] boca. Alusões às palavras enganosas da serpente em Gênesis 3: 1-6. A Terra [...] socorreu. No fim dos 1260 anos (ver "NT+ de 11: 2"), muitos processos contribuíram para dar fim à perseguição religiosa: a reforma, o iluminismo, a revolução francesa e a independência dos Estados Unidos.

                                                 


                                                    "[N7+] de 12: 7-9"
           12: 7-9 Peleja no Céu. O contexto imediato é a ascensão de CRISTO e sua entronização (v. 5, 10). Porém, as alusões a Isaías 14: 12-19 e Gênesis 3: 1-15 indicam uma referência à Guerra Original no Céu, uma vez que, por meio da encarnação, CRISTO resolveu em definitivo os problemas gerados por esse conflito (a respeito dos diferentes aspectos da Obra de CRISTO, ver Mateus 1: 21; sobre a origem do Pecado, ver Ezequiel 28: 12-19). Miguel. CRISTO. Expulso. A influência de satanás se limitou à Terra como resultado do conflito bem como da queda de Adão; ele e seus anjos foram excluídos do Céu em decorrência da cruz e da ascensão (Apocalipse 12: 10-12; comparar com João 12: 31). Serpente. Lembra Gênesis 3: 1-15.

                                                      "[N7+] de 12: 17"
                 
                        12: 17 Dragão [...] descendência. Os dois lados no Conflito Final na Terra. Pelejar. Os "Mandamentos", além de serem importantes no Tempo do Fim, serão Foco de Conflito. Este versículo prepara caminho para os dois capítulos seguintes, que apresentam os agentes e as atividades do dragão (cap. 13) e a Identidade e Mensagem da Mulher (a Igreja) nos Últimos Dias (cap. 14, sobre o REMANESCENTE, ver 2 Pedro 3: 10-14; sobre sua missão , ver Apocalipse 14: 6-12; 18: 1-4; sobre a Obediência à LEI de DEUS, conferir 14: 12; Êxodo 20: 1-17; Mateus 5: 17-19; 1 João 2: 3-6; sobre a Profecia no Tempo do Fim, ver 19: 10; sobre outros DONS ESPIRITUAIS, ver Efésios 4: 11-16). Os Restantes da Sua Descendência. O mesmo que "Remanescente", um dos vários títulos do povo de DEUS no Tempo do Fim. O Remanescente do Tempo do Fim apresenta 2 Características-Chaves. Obediência aos Mandamentos de DEUS e o Exercício do Testemunho de JESUS, ou o "Espírito de Profecia" (ver "NT+ de 1: 2). Além disso, o contexto sugere que o REMANESCENTE aparece na história após os 1260 dias/anos (12: 14; ver "NT+ de 11: 2"). Se pôs em pé. A maioria dos manuscritos diz: "ele [o dragão] se pôs em pé, mas a frase também pode se referir a João.


Imagem tridimensional do nome do nosso Blog É DESSE JEITO!

 Nossa obra é ensinar homens e mulheres a edificar sobre uma Base Verdadeira, a firmar os pés num claro: 
                 "Nesse Tempo, SE Levantará MIGUEL, o Grande PRÍNCIPE, o DEFENSOR do TEU Povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até Àquele Tempo; Mas, Naquele Tempo, Será Salvo o TEU Povo, Todo Aquele que for Achado Inscrito no Livro. Muitos dos que dormem nó pó da terra ressuscitarão, uns para a Vida Eterna, e outros para vergonha e horror eterno. Os que forem Sábios, pois Resplandecerão como o Fulgor do firmamento; e os que a muitos conduzem à Justiça, como as estrelas, sempre e eternamente. Tu, porém, Daniel, encerra as PALAVRAS e Sela o Livro, Até o Tempo do Fim; Muitos Esquadrinharão, e o Saber se Multiplicará.
                       Porque Estas PALAVRAS estão Encerradas e Seladas até o Tempo do Fim. Muitos serão Purificados, Embranquecidos e Provados; Mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, Mas os Sábios Entenderão."
                                 (Daniel 12: 1-4, 9-10/PALAVRA DE DEUS)

                                                  É DESSE JEITO! "Bizu+"
                  "Há necessidade de Mais Íntimo Estudo da PALAVRA de DEUS; Especialmente devem Daniel e Apocalipse merecer a Atenção como nunca antes na história de nossa obra. ...A Luz que Daniel Recebeu de DEUS Foi Dada Especialmente para estes Últimos Dias.
                  Leiamos e Estudemos o Capítulo 12 de Daniel. Ele é uma Advertência que Todos nós precisamos Compreender antes do tempo de angústia.
                 O Último dos Escritos do Novo Testamento está Cheio de VERDADES cuja Compreensão nos é necessária". 

                                        É DESSE JEITO! "Presente+"
         Se você não fez ainda o Estudo BÍBLICO das Profecias de Daniel e Apocalipse (Preceito por Preceito), não perca mais tempo e faça já no nosso Blog É DESSE JEITO! Abaixo os links de Capítulo à Capítulo (Preceito por Preceito), é só Clicar:

                         *  O Livro de Daniel - "Introdução+"












                       








                                  igrejas.adventistas.org

   #NovoTempo              

                  * Fiquem com DEUS e se ELE permitir no Próximo Santo Dia, têm +É DESSE JEITO ! 




Verdadeiros Heróis - "João Huss" (Parte 3)

                                                     É DESSE JEITO!

                               "Assim Diz o SENHOR"
         As TUAS PALAVRAS são em Tudo VERDADE desde o princípio, e cada um dos TEUS Justos Juízos dura para sempre.
                                     (Salmos 119: 160/ESCRITURAS SAGRADAS)


Imagem da PALAVRA de DEUS aberta, com a seguinte Mensagem: "Sola Scriptura"



            João Huss era de humilde nascimento e cedo ficou órfão pela morte do pai. Sua piedosa mãe, considerando a educação e o temor de DEUS como a mais valiosa das posses, procurou assegurar esta herança ao filho. Huss estudou na escola da província, passando depois para a Universidade de Praga, onde teve admissão como estudante carente.
            Na universidade, Huss logo se distinguiu pelo rápido progresso. Seus modos afáveis e simpáticos lhe conquistaram estima geral. Era adepto sincero da Igreja de Roma e fervorosamente buscava as bênçãos espirituais que ela professava conferir. Depois de completar o curso superior, ingressou no sacerdócio. Atingindo rapidamente a eminência, foi logo chamado à corte do rei. Tornou-se também professor e mais tarde reitor da universidade. O humilde estudante, que de favor recebera educação, tornou-se o orgulho de seu país e seu nome teve fama em toda a Europa.
           Jerônimo, que mais tarde se associou a Huss, trouxera consigo da Inglaterra os escritos de Wycliffe. A rainha da Inglaterra, convertida aos ensinos de Wycliffe, era uma princesa boêmia. Por sua influência as obras do reformador foram amplamente divulgadas em seu país natal. Huss inclinava-se a considerar favoravelmente as reformas advogadas. Conquanto não o soubesse, entrara já num caminho que o levaria para longe de Roma.                                                                                                .

                                                    Dois quadros impressionam Huss

         Por esse tempo chegaram a Praga dois estrangeiros da Inglaterra, homens de saber, que tinham recebido a luz e teriam vindo espalhá-la naquela terra distante. Foram logo silenciados, mas não estando dispostos a abandonar seu propósito, recorreram a outras medidas. Sendo artistas, bem como pregadores, pintaram em local franqueado ao público dois quadros. Um representava a entrada de CRISTO em Jerusalém, “humilde, montado em jumento”(Mateus 21:5) e seguido de Seus discípulos, descalços e com trajes gastos pelas viagens. O outro estampava uma procissão pontifical — o papa em suas ricas vestes e tríplice coroa, montado em cavalo magnificamente adornado, precedido de trombeteiros e seguido pelos cardeais e prelados em deslumbrante pompa.
        Multidões vieram contemplar os desenhos. Ninguém deixara de compreender a moral. Houve grande comoção em Praga, e os estrangeiros acharam necessário partir. Mas os quadros produziram profunda impressão em Huss e levaram-no a estudar mais profundamente a Bíblia e os escritos de Wycliffe.
       Embora não estivesse preparado para aceitar todas as reformas advogadas por Wycliffe, Huss viu o verdadeiro caráter do papado, e denunciou o orgulho, a ambição e a corrupção da hierarquia.                    

Imagens dos Mártires: João Huss e Jerônimo       Huss estivera sozinho em seus labores. Agora Jerônimo uniu-se à obra de Reforma. Daí em diante os dois estiveram ligados durante toda a vida, e na morte não deveriam ser separados. Quando às qualidades que constituem a verdadeira força de caráter, Huss era o maior. Jerônimo, com verdadeira humildade, se apercebia do valor do outro e cedia aos seus conselhos. Sob o trabalho unido de ambos, a Reforma estendeu-se rapidamente. 
       DEUS permitiu que Grande Luz resplandecesse no espírito daqueles homens escolhidos, revelando-lhes muitos dos erros de Roma; mas eles não receberam toda a luz que devia ser dada ao mundo. DEUS estava guiando as pessoas para fora das trevas do romanismo, e ELE os guiou passo a passo, conforme o podiam suportar. Se fosse apresentada como o completo fulgor do Sol do meio-dia para os que durante muito tempo permaneceram em trevas, teria feito com que se desviassem. Portanto Ele a revelou pouco a pouco, à medida que podia ser recebida pelo povo. 
        Persistia o cisma na igreja. Três papas contendiam agora pela supremacia. Sua luta encheu a cristandade de tumulto. Não contentes em lançar anátemas, recorriam à compra de armas e à contratação de soldados. É claro que necessitavam de dinheiro e, para arranjá-lo, os dons, ofícios e bênçãos da igreja eram oferecidos à venda. 
       Com crescente audácia, Huss fulminava as abominações que eram toleradas em nome da religião. O povo acusava abertamente a Roma como causa das misérias que oprimiam a cristandade. 
        Novamente a cidade de Praga parecia à borda de um conflito sangrento. Como em eras anteriores, o servo de DEUS foi acusado de ser o “perturbador de Israel”. (1 Reis 18:17). A cidade foi novamente posta sob interdito, e Huss retirou-se para a sua aldeia natal. Ele deveria falar a um cenário mais amplo, a toda a cristandade, antes de depor a vida como Testemunha da Verdade

        Um concílio geral foi convocado a reunir-se na cidade de Constança [sudoeste da Alemanha], convocado, a pedido do imperador Sigismundo, por um dos três papas rivais, João XXIII. O papa João, cujo caráter e política mal poderiam suportar exame, não ousou opor-se à vontade de Sigismundo. O principal objetivo a ser cumprido era apaziguar o cisma da igreja e desarraigar a “heresia”. Os dois antipapas foram chamados a comparecer, bem como João Huss. Os primeiros foram representados por seus delegados. O Papa João compareceu com muitos pressentimentos, temendo ser chamado a prestar contas pelos vícios que haviam infelicitado a tiara, bem como pelos crimes que a haviam garantido. Não obstante, fez sua entrada na cidade de Constança com grande pompa, acompanhado de eclesiásticos e um séquito de cortesões. Vinha sob um pálio de ouro, carregado por quatro dos principais magistrados. A hóstia era levada diante dele, e as ricas vestes dos cardeais e nobres ofereciam um espetáculo imponente. 
        Enquanto isto outro viajante se aproximava de Constança. Huss despedira-se dos amigos como se jamais devesse encontrá-los de novo, pressentindo que esta viagem o conduziria à fogueira. Havia recebido salvo-conduto do rei da Boêmia e outro do imperador Sigismundo. Contudo, fez seus planos encarando a possibilidade de morrer.

                                                    Salvo-conduto do rei

Imagens de uma carta      Numa carta dirigida aos amigos, disse ele: “Meus irmãos, [...] parto com um salvo-conduto do rei, ao encontro de meus numerosos e mortais inimigos. [...] Jesus Cristo sofreu por Seus bem-amados; deveríamos, pois, estranhar que Ele nos tenha deixado Seu exemplo? [...] Portanto, amados, se minha morte deve contribuir para a Sua glória, orai para que ela venha rapidamente, e para que Ele possa habilitar-me a suportar com lealdade todas as minhas calamidades. [...] Oremos a Deus [...] para que eu não suprima um til da verdade do evangelho, a fim de deixar a meus irmãos um excelente exemplo a seguir.”
     Em outra carta, Huss falou com humildade de seus próprios erros, acusando-se de “ter sentido prazer em usar ricas decorações e haver despendido horas em ocupações frívolas”. Acrescentou, então: “Que a glória de Deus e a salvação das pessoas ocupem tua mente, e não a posse de benefícios e bens. Acautela-te de adornar tua casa mais do que tua vida; e, acima de tudo, dá teu cuidado ao edifício espiritual. Sê piedoso e humilde para com os pobres, e não consumas teus haveres em festas.”

      Em Constança, Huss teve assegurada plena liberdade. Ao salvo-conduto do imperador acrescentou-se uma garantia pessoal de proteção por parte do papa. Mas, com violação destas repetidas declarações, em pouco tempo o reformador foi preso por ordem do papa e dos cardeais, e lançado em asquerosa masmorra. Mais tarde foi transferido para um castelo forte além do Reno e ali conservado prisioneiro. O papa foi logo depois entregue à mesma prisão.5. Provara-se perante o concílio ser ele réu dos mais baixos crimes, além de assassínio, simonia e adultério — “pecados que não convém mencionar”. Foi ele finalmente despojado da tiara. Os antipapas também foram depostos, sendo escolhido um novo pontífice. 
       Se bem que o próprio papa tivesse sido acusado de maiores crimes que os de que Huss denunciara os padres, o mesmo concílio que rebaixou o pontífice tratou também de esmagar o reformador. O aprisionamento de Huss despertou grande indignação na Boêmia. O imperador, a quem repugnava permitir que fosse violado um salvo-conduto, opôs-se ao processo que lhe era movido. Mas os inimigos do reformador apresentaram argumentos a fim de provar que “não se deve dispensar fé aos hereges, tampouco a pessoas suspeitas de heresia, ainda que estas estejam munidas de salvo-conduto do imperador e reis”(Jacques Lenfant, History of the Council of Constance, v. 1, p. 516).

      Enfraquecido pela enfermidade : o ar úmido e impuro do calabouço lhe acarretara uma febre que quase o levou à sepultura — Huss foi finalmente conduzido perante o concílio. Carregado de cadeias, ficou em pé na presença do imperador, cuja honra e boa fé tinham sido empenhadas em defendê-lo. Manteve firmemente a Verdade e proferiu solene protesto contra as corrupções da hierarquia. Quando se lhe exigiu optar entre abjurar suas doutrinas ou sofrer a morte, aceitou a sorte de mártir. 
        A Graça de DEUS o susteve. Durante as semanas de sofrimento por que passou antes da sentença final, a paz celestial encheu seu coração. “Escrevo esta carta”, dizia a um amigo, “na prisão e com as mãos algemadas, esperando a sentença de morte para amanhã [...] Quando, com o auxílio de JESUS CRISTO, de novo nos encontrarmos na deliciosa paz da vida futura, sabereis quão misericordioso DEUS Se mostrou para comigo, quão eficazmente me sustentou em meio de tentações e provas.”

                                                     Prenúncio do triunfo

      Na masmorra ele previu o triunfo que teria a Verdadeira Fé. Em seu sonho viu o papa e seus bispos apagando as pinturas de CRISTO que ele desenhara nas paredes da capela de Praga. “Esta visão angustiou-o; mas no dia seguinte viu muitos pintores ocupados na restauração dessas figuras, em maior número e em cores mais vivas. [...] Os pintores [...] rodeados de imensa multidão, exclamavam: ‘Venham agora os papas e os bispos; nunca mais as apagarão! ’” Disse o reformador: “A imagem de Cristo nunca se apagará. Quiseram destruí-la, mas será pintada de novo em todos os corações por pregadores muito melhores do que eu.”.( J. H. Merle D’Aubigné, History of the Reformation of the Sixteenth Century, livro 1, cap. 6).

       Pela última vez Huss foi levado perante o concílio, uma vasta e brilhante assembléia — o imperador, os príncipes do império, delegados reais, cardeais, bispos, sacerdotes e uma vasta multidão. 
       Chamado à decisão final, Huss declarou recusar-se a abjurar. Fixando o olhar penetrante no imperador cuja palavra empenhada fora tão vergonhosamente violada, declarou: “Decidi-me, de espontânea vontade, comparecer perante este concílio, sob a pública proteção e fé do imperador aqui presente.” Intenso rubor avermelhou o rosto de Sigismundo quando o olhar de todos convergiu para ele. 

       Pronunciada a sentença, iniciou-se a cerimônia de degradação. Sendo de novo exortado a retratar-se, Huss replicou, volvendo-se para o povo: “Com que cara, pois, contemplaria eu os Céus? Como olharia para as multidões de homens a quem preguei o Evangelho puro? Não! aprecio a sua salvação mais do que este pobre corpo, ora destinado à morte.” As vestes sacerdotais foram removidas uma a uma, e cada bispo pronunciava uma maldição ao realizar sua parte na cerimônia. Finalmente, “puseram-lhe sobre a cabeça uma carapuça ou mitra de papel em forma piramidal, em que estavam desenhadas horrendas figuras de demônios, com a palavra ‘Arqui-herege’ bem visível na frente. ‘Com muito prazer’, disse Huss, ‘levarei sobre a cabeça esta coroa de ignomínia por Teu amor, ó JESUS, que por mim levaste uma coroa de espinhos. ’”

                                                Huss morre na fogueira

Imagens de notas musicais entre chamas       Foi então levado para o lugar da execução. Imenso séquito acompanhou-o. Quando tudo estava pronto para ser aceso o fogo, uma vez mais foi ele exortado a renunciar a seus erros. “A que erros”, disse Huss, “renunciarei eu? Não me julgo culpado de nenhum. Invoco a Deus para testemunhar que tudo que escrevi e preguei foi feito com o fim de livrar pessoas do pecado e perdição; e, portanto, muito alegremente confirmarei com meu sangue a verdade que escrevi e preguei.”

      Quando as chamas começaram a envolvê-lo, pôs-se a cantar: “JESUS, Filho de Davi, tem Misericórdia de mim”, e assim prosseguiu até que sua voz silenciou para sempre. Um zeloso adepto de Roma, que testemunhou a morte de Huss e a de Jerônimo, que ocorreu pouco depois, disse: “Prepararam-se para o fogo como se fosse para uma festa de casamento. Não soltaram nenhum grito de dor. Ao levantarem-se as chamas, começaram a cantar hinos, e mal podia a veemência do fogo fazer silenciar o seu canto.”
      Depois de consumido o corpo de Huss, suas cinzas foram ajuntadas e lançadas no Reno, e assim foram levadas para além do oceano, e daí espalhadas a todos os países da Terra. Em terras ainda desconhecidas elas produziriam fruto abundante em Testemunho da VERDADE. A voz que falara no recinto do concílio em Constança despertou ecos que seriam ouvidos através de todas as eras vindouras. Seu exemplo animaria multidões a permanecerem fiéis em face da tortura e morte. Sua execução patenteou ao mundo inteiro a pérfida crueldade de Roma. Os inimigos da VERDADE promoveram a causa que em vão pensavam destruir.

                                   "Assim Diz o SENHOR"
              Santifica-os na VERDADE; a TUA PALAVRA é a VERDADE.
                 (João 17: 17/SAGRADAS ESCRITURAS)


Imagem do nome do nosso Blog É DESSE JEITO!



Nossa obra é ensinar homens e mulheres a edificar sobre uma base Verdadeira, a firmar os pés num claro: 

         Se você não fez ainda o Estudo BÍBLICO das Profecias de Daniel e Apocalipse (Preceito por Preceito), não perca mais tempo e faça já no nosso Blog É DESSE JEITO! Abaixo os links de Capítulo à Capítulo (Preceito por Preceito), é só Clicar:

                         *  O Livro de Daniel - "Introdução+"












                       





                                  
               É com muito prazer  amados Irmãos que venham convidá-los a conhecer a Loja: "A Vitrine do Bom Livro.Com"só lá você poderá adquirir o Especial "Kit 7 - Saúde Total". Aproveite !!! 

                     
imagem do Kit7- Saúde Total
                                                 É DESSE JEITO! "Descrição+"

         O ponto de vista defendido por alguns de que a Espiritualidade é prejudicial à Saúde, é sofisma de SatanásA Religião da BÍBLIA não é prejudicial à Saúde, seja do corpo ou da mente. A Influência do ESPÍRITO de DEUS é o Melhor Remédio para as doenças. O Céu é "Saúde Total".
        Os Verdadeiros Princípios do cristianismo abrem perante todos uma Fonte de Inestimável Felicidade. A Religião é um Manancial Contínuo de "Saúde Total", do qual o cristão pode beber à vontade e jamais secar a fonte.
       O "Kit 7 - Saúde Total", é + uma Valiosa contribuição às necessidades do mundo no domínio do Bem Estar Físico, Mental e Espiritual. Ele reconhece o que há de Verdadeiramente científico nas causas e no tratamento das enfermidades e dá forte ênfase à observância de tudo que se relacione com a prevenção de doenças. Sustentado por um "Assim Diz o SENHOR", cada página deste espetacular "Kit 7" contém Ensinamentos Divinos que vão proporcionar-lhes Qualidade de Vida e"Saúde Total".                         

                                            
                                         VERDADES Sustentadas por um "Assim Diz o SENHOR"