Especial: "O Real Fermento da VERDADE" - Mensagem+

                                                   É DESSE JEITO!!!

                           Muitos homens letrados e influentes tinham ido ouvir o Profeta da Galiléia. Alguns deles olhavam com interesse curioso à multidão que se aglomerava em volta de CRISTO, enquanto Ensinava junto ao mar. Nessa grande multidão estavam representadas todas as classes da sociedade. Lá estavam os pobres, os iletrados, os mendigos andrajosos, os ladrões com o estigma da culpa na fisionomia, os coxos, os dissolutos, os negociantes e os desocupados, altos e baixos, ricos e pobres, todos se acotovelando por um lugar, para ouvir as Palavras de CRISTO. Olhando esses homens de cultura a estranha assembleia, perguntavam-se entre si: É o Reino de DEUS composto de elemento como este?Novamente o SALVADOR Replicou com uma Parábola:
      
                                           "Assim Diz o SENHOR"
                O reino dos Céus é semelhante ao fermento que uma mulher toma e introduz em três medidas de farinha, até que tudo esteja levedado.” 
                                    (Mateus 13:33/PALAVRA DE DEUS).


     


Entre os judeus, o Fermento era algumas vezes usado como emblema do pecado. No tempo da Páscoa, o povo era instruído a remover de suas casas todo o Fermento, como deveriam banir do coração o pecado. CRISTO admoestou SEUS discípulos: “Acautelai-vos... do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.” (Lucas 12:1). E o apóstolo Paulo fala do “fermento da maldade e da malícia”. (1 Coríntios 5:8). Mas, na Parábola do SALVADOR, o Fermento é usado para representar o Reino de DEUS. Ilustra o poder vivificante e assimilador da Graça de DEUS.
Ninguém é tão vil, nem tão decaído, que esteja além da operação desse poder. Em todos quantos querem submeter-se ao ESPÍRITO SANTO deve ser implantado um Princípio Novo de Vida: a perdida Imagem de DEUS Deve Ser Restaurada na humanidade.

     Mas o homem não se pode transformar pelo exercício de sua vontade. Não possui faculdade por cujo meio esta mudança possa ser efetuada. O Fermento — algo totalmente externo — precisa ser introduzido na farinha, antes de a alteração desejada efetuar-se. Assim a Graça de DEUS precisa ser recebida pelo pecador antes de ele ser tornado apto para o Reino da Glória. Toda cultura e educação que o mundo pode oferecer, fracassarão em fazer de um degradado filho do pecado, um Filho do Céu. A Energia Renovadora precisa vir de DEUS. A Mudança só pode ser efetuada pelo ESPÍRITO SANTO.

    “Bem-aventurados os que Trilham Caminhos Retos e Andam na Lei do SENHOR. Bem-aventurados os que Guardam os SEUS Testemunhos e O Buscam de Todo o coração. E não praticam iniquidade, mas andam em SEUS Caminhos. TU Ordenaste os TEUS Mandamentos, para que diligentemente os Observássemos. Tomara que os meus caminhos sejam dirigidos de maneira a poder eu Observar os TEUS Estatutos.” (Salmos 119:1-5).       Todos que quiserem ser Salvos, nobres ou humildes, ricos ou pobres, precisam submeter-se à atuação deste poder.
Como o Fermento, misturado à farinha, opera do interior para o exterior, assim é pela Renovação do Coração, que a Graça de DEUS atua para transformar a vida. Não basta a mudança exterior para pôr-nos em harmonia com DEUS. Muitos há que procuram reformar-se, corrigindo este ou aquele mau hábito, e esperam desse modo tornar-se cristãos, mas estão principiando no lugar errado. Nossa primeira tarefa é com o coração.
A profissão de fé e a posse da Verdade na alma são duas coisas distintas. Não basta meramente o Conhecimento da Verdade. Podemos possuir esta e ainda o teor de nossos pensamentos não ser alterado. O coração precisa ser Convertido e Santificado.
O homem que tenta observar os Mandamentos de DEUS por um senso de obrigação apenas — porque é requerido que assim faça — jamais sentirá o prazer da obediência. Não obedece. Quando, por contrariarem a inclinação humana, os Reclamos de DEUS são considerados um fardo, podemos saber que a vida não é uma vida cristã. A Verdadeira Obediência é a expressão de um princípio interior. Origina-se do Amor à Justiça, o Amor à Lei de DEUS. A Essência de Toda Justiça é:
“Para sempre, ó SENHOR, a TUA PALAVRA permanece no Céu. A TUA Fidelidade estende-se de geração a geração; TU firmaste a terra, e firme permanece. Nunca me esquecerei dos TEUS Preceitos, pois por eles me tens vivificado. A toda perfeição vi limite, mas o Teu Mandamento é Amplíssimo.” (Salmos 119:89, 90, 93 e 96). Lealdade ao nosso REDENTOR. Isso nos levará a fazer o que é Reto porque é Reto, porque a Retidão é Agradável a DEUS.
                                                               AMÉM!!!  

               É com muito prazer  amados Irmãos que venham convidá-los a conhecer a Loja: "A Vitrine do Bom Livro.Com", só lá você poderá adquirir o Especial "Kit 7 - Saúde Total". Aproveite !!! 

                     
 "kit 7 - Saúde Total"


         O ponto de vista defendido por alguns de que a Espiritualidade é prejudicial à Saúde, é sofisma de Satanás. A Religião da BÍBLIA não é prejudicial à Saúde, seja do corpo ou da mente. A Influência do ESPÍRITO de DEUS é o Melhor Remédio para as doenças. O Céu é "Saúde Total".
        Os Verdadeiros Princípios do cristianismo abrem perante todos uma Fonte de Inestimável Felicidade. A Religião é um Manancial Contínuo de "Saúde Total", do qual o cristão pode beber à vontade e jamais secar a fonte.
       O "Kit 7 - Saúde Total", é + uma Valiosa contribuição às necessidades do mundo no domínio do Bem Estar Físico, Mental e Espiritual. Ele reconhece o que há de Verdadeiramente científico nas causas e no tratamento das enfermidades e dá forte ênfase à observância de tudo que se relacione com a prevenção de doenças. Sustentado por um "Assim Diz o SENHOR", cada página deste espetacular "Kit 7" contém Ensinamentos Divinos que vão proporcionar-lhes Qualidade de Vida e"Saúde Total".
                                                        



                                         VERDADES Sustentadas por um "Assim Diz o SENHOR"

Assim Diz o SENHOR: "Daniel 10" (Preceito por Preceito)

                                                   É DESSE JEITO!

                  Feliz Sábado Amados Irmãos, que a Paz do SENHOR DEUS esteja convosco. Hoje é Santo Dia de Estudo Especial do Projeto "Preceito por Preceito" (Especial: O Livro de Daniel) onde estudaremos de uma Forma Detalhada, Tudo sobre o Capítulo 10 de Daniel .  Se ao final dessa Mensagem você se sentir Abençoado e querer ajudar o Projeto "Preceito por Preceito", e só Compartilhar essa Mensagem (Compartilhe 7+) com 7 pessoas que você queira ver felizes e SALVAS. Também venho através desse informativo esclarecer a respeito dos Recursos que estarão Disponíveis em cada Estudo Detalhado deste Projeto: 


                      6) É DESSE JEITO ! "Nota+ de Estudo" (NT+)- As NT+ de Estudo são o Coração do Componente "Estudo" deste Projeto. São mais de 12 Mil Notas+ de Estudo (NT+) em Todo o Projeto, acomodadas nos Estudos Detalhados abaixo do Texto Bíblico correspondente. E serão facilmente reconhecidas pelos Sinais NT+. As NT+ Explicam, Definem, Esclarecem e Iluminam algum aspecto da Passagem Bíblica em questão. Às vezes, a NT+ Aborda o conteúdo de uma Passagem mais ampla das ESCRITURAS, que consiste de vários ou muitos versículos. A essas, podem se seguir NT+ referentes a conteúdos mais Específicos de cada Versículo que foi tratado de maneira coletiva na NT+ anterior. Quando a NT+ usa palavras exatas do Texto Bíblico, estas são formatadas em negrito e itálico. Equivalentes atuais para antigos pesos e medidas geralmente são mencionados nas "NT+ de Estudo". É importante frisar que ao Clicar em alguma NT+ vocês serão direcionados a "Estudos Extras+", e farão viagens incríveis no Conhecimento do nosso DEUS.

                                                 
                              "O Livro de Daniel (Estudo 10/12)"

      
Imagem do Profeta Daniel com o Anjo Miguel"Assim Diz o SENHOR"                  


                                   É DESSE JEITO! "Áudio+"





                                                         
Imagem da chamada para o início do "Sistema de Referências Cruzadas {CRUZ+}"
10: 1 (nome é Beltessazar; ...) CRUZ+ (Daniel 1: 7).

10: 5 (linho/cingido de ouro puro de Ufaz) CRUZ+ (Ezequiel 9: 2; 10: 2/Apocalipse 1: 13; 15: 6).

10: 6 (e a voz das Suas Palavras era como o estrondo de muta gente) CRUZ+ (Apocalipse 1: 15).

 10: 10 (Eis que certa mão me tocou) CRUZ+ (Daniel 9: 21).

      10: 11 (homem muito amado, ...) CRUZ+ (Daniel 9: 23).

     10: 12 (Não temas, .../foram ouvidas as tuas palavras; ...) CRUZ+ (Apocalipse 1: 17/ Daniel 9: 3-4, 22-23; Atos 10: 4).

     10: 13 (Mas o príncipe do reino da Pérsia .../ Miguel) CRUZ+ (Daniel 10:20/ Daniel 10: 21; 12: 1; Judas 9; Apocalipse 12: 7).

     10: 14 ( nos últimos dias/ porque a visão se refere a dias ainda distantes) CRUZ+ (Gênesis 49: 1; Deuteronômio 31: 29; Daniel 2: 28/ Daniel 8: 26; 10: 1).

     10: 15 (dirigi o olhar para a terra e calei) CRUZ+ (Daniel 8: 18; 10: 9).

      10: 16 (como semelhança dos filhos dos homens/ tocou os lábios; .../me sobrevieram dores, ...) CRUZ+ (Daniel 8: 15/ Jeremias 1: 9; Daniel 10: 10/ Daniel 10: 8-9).

     10: 19 (e disse:/Não temas, homem muito amado!...) CRUZ+ (Daniel 10: 11/ Juízes 6: 23; Isaías 43: 1; Daniel 10: 12).

     10: 20 (contra o príncipe dos persas) CRUZ+ (Daniel 10: 13).

     10: 21 (Miguel) CRUZ+ (Daniel 10: 13; Judas 9; Apocalipse 12: 7).

    
                                                 
Chamada para o início do "Sistema de Notas+ de Estudo {NT+}"                                                                               

        "{NT+} de 10: 1 - 12: 13" (Especial)

  10: 1 - 12: 13. A última grande visão de Daniel conta a história do povo de DEUS até o fim dos tempos. Não devemos nos perder nos detalhes (como o cap. 11), mas lembrar que o propósito era incentivar o povo do SENHOR com o fato de que DEUS o estava conduzindo e de que a Salvação final era certa.


                      "{NT+} de 10: 1"  

  10: 1 terceiro ano de Ciro. A revelação acontece depois de o cap. 1 ter sido escrito, que termina com a observação de que Daniel continuou até ao primeiro ano do rei Ciro".

                                               "{NT+} de 10: 2"

  10: 2 pranteei. Daniel lamentou e se humilhou, praticando a autonegação (comparar com o v. 12; Levítico 16: 29; Esdras 8: 21; Salmos 35: 13, 14) por meio de um jejum parcial e se abstendo de colocar óleo como loção na pele. Ele fez isso porque procurava mais compreensão junto a DEUS (Daniel 10: 12) quanto ao destino de seu povo (comparar com v. 14; cap. 9).

                                                "{NT+} de 10: 5"

  10: 5 homem vestido de linho. Um Ser Celestial Maravilhoso (comparar com Ap 1: 13-16 acerca do CRISTO Glorificado) apareceu em forma humana e chegou para esclarecer Daniel, como Gabriel havia feito anteriormente (Daniel 9: 20-27). Em Ezequiel 9: 2, 3, 11; 10: 2, 6, 7, um servo de DEUS, ao que parece, um anjo, também se vestia de linho.

                                                 "{NT+} de 10: 13"

 10: 13 príncipe do reino da Pérsia. Existe a hipótese de ser uma referência a Cambisses, filho de Ciro (559-530 a.C.), que pode ter resistido à Decisão Divina de restaurar o povo. No entanto, o fato de um Anjo de DEUS precisar lutar contra este "príncipe" (v.20) sugere uma batalha espiritual contra um ser sobrenatural perverso (comparar com Efésios 6: 12). Se este for o caso, deve haver demônios (anjos maus) lutando para influenciar e controlar governos humanos (comparar com Daniel 10: 20 --- "príncipe da Grécia", João 12: 31 --- "o seu príncipe [deste mundo]" a fim de contrariar os Propósitos Divinos. O SENHOR revelou esta batalha entre o bem e o mal perto do início do reinado dos persas, cuja religião zoroástrica enfatizava o conflito entre forças sobrenaturais boas e más. Miguel um dos primeiros príncipes. Miguel (que significa "Quem é como DEUS?") foi o nome de vários homens do AT ("Micael"--- Números 13: 13; 1 Crônicas 5: 13, etc). Contudo, é também o nome de uma Pessoa Celestial Exaltada, o Príncipe-Chefe (Daniel 10: 13). Em outros textos, Ele é apresentado como o Grande Guardião de Daniel e de seu povo (v. 21; 12: 1), "o Arcanjo" que disputou com o diabo (Judas 9) e o Comandante dos Anjos do SENHOR, que derrotou Satanás e seus anjos, expulsando-os do Céu (Apocalipse 12: 7-9). Portanto, parece que este Miguel é o "Príncipe do Exército", ou seja, CRISTO (ver "NT+" sobre Daniel 8: 11). O Próprio CRISTO poderia atuar como Mensageiro, não necessariamente um ser criado (comparar com Juízes 6: 11 --- o "Anjo do SENHOR" é o próprio SENHOR).

                                              "{NT+} de 10: 14"

      10: 14 Últimos dias. A Revelação prestes a ser dada (cap 11-12) chega até o futuro distante (comparar com "NT+" sobre 2: 29), assim como as profecias do cap. 2, 7-9.

                                           É DESSE JEITO! "Presente+"





                                      igrejas.adventistas.org

   #NovoTempo              

                  * Fiquem com DEUS e se ELE permitir no Próximo Santo Dia, têm +É DESSE JEITO !  (Preceito por Preceito/Especial: O Livro de Daniel 11/ 12 )






O Livro de Daniel /Capítulo 9 (Preceito por Preceito)


                                                  É DESSE JEITO!

                                                                                                                                           

                   Feliz Sábado Amados Irmãos, que a Paz do SENHOR DEUS esteja convosco. Hoje é Santo Dia de Estudo Especial do Projeto "Preceito por Preceito" (Especial: O Livro de Daniel) onde estudaremos de uma Forma Detalhada, Tudo sobre o Capítulo 9 de Daniel .  Se ao final dessa Mensagem você se sentir Abençoado e querer ajudar o Projeto "Preceito por Preceito", e só Compartilhar essa Mensagem (Compartilhe 7+) com 7 pessoas que você queira ver felizes e SALVAS. Também venho através desse informativo esclarecer a respeito dos Recursos que estarão Disponíveis em cada Estudo Detalhado deste Projeto: 


                      6) É DESSE JEITO ! "Nota+ de Estudo" (NT+)- As NT+ de Estudo são o Coração do Componente "Estudo" deste Projeto. São mais de 12 Mil Notas+ de Estudo (NT+) em Todo o Projeto, acomodadas nos Estudos Detalhados abaixo do Texto Bíblico correspondente. E serão facilmente reconhecidas pelos Sinais NT+. As NT+ Explicam, Definem, Esclarecem e Iluminam algum aspecto da Passagem Bíblica em questão. Às vezes, a NT+ Aborda o conteúdo de uma Passagem mais ampla das ESCRITURAS, que consiste de vários ou muitos versículos. A essas, podem se seguir NT+ referentes a conteúdos mais Específicos de cada Versículo que foi tratado de maneira coletiva na NT+ anterior. Quando a NT+ usa palavras exatas do Texto Bíblico, estas são formatadas em negrito e itálico. Equivalentes atuais para antigos pesos e medidas geralmente são mencionados nas "NT+ de Estudo". É importante frisar que ao Clicar em alguma NT+ vocês serão direcionados a "Estudos Extras+", e farão viagens incríveis no Conhecimento do nosso DEUS.

                         
     
                                            "Assim Diz o SENHOR"

      1 No ano primeiro de Dario, filho de Assuero, da linhagem dos medos, o qual foi constituído rei sobre o reino dos caldeus, 2 no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi pelos livros que o número dos anos, de que falara o SENHOR ao profeta Jeremias, em que haviam de cumprir-se as desolações de Jerusalém, era de setenta anos. 3 Voltei o rosto ao Senhor DEUS, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza. 
      4 Orei ao SENHOR meu DEUS, e confessei, e disse: Ah! SENHOR! DEUS grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; 5 temos pecado e cometido iniquidades, procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos; 6 e não demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos nossos reis, aos nossos príncipes, e a nossos pais, como também a todo o povo da terra. 7 A ti, ó SENHOR, pertence a justiça, mas a nós a confusão de rosto, como hoje se vê; aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém, e a todo o Israel, aos de perto e aos de longe, em todas as terras por onde os tens lançado, por causa das suas rebeliões que cometeram contra ti. 8 Ó SENHOR, a nós pertence a confusão de rosto, aos nossos reis, aos nossos príncipes, e a nossos pais, porque pecamos contra ti. 9 Ao SENHOR, nosso DEUS, pertencem a Misericórdia, e o Perdão; pois nos rebelamos contra ele, 10 e não obedecemos à voz do SENHOR, nosso DEUS, para andarmos nas suas leis, que nos deu por intermédio de seus servos, os profetas. 11 Sim, todo o Israel transgrediu a tua lei, desviando-se para não obedecer à tua voz; por isso a maldição e o juramento, que estão escritos na lei de Moisés, servo de DEUS, se derramaram sobre nós; porque temos pecado contra ti. 12 Ele confirmou a sua palavra, que falou contra nós, e contra os nossos juízes que nos julgavam, trazendo sobre nós um grande mal; porquanto debaixo de todo o céu nunca se fez como se tem feito em Jerusalém. 13 Como está escrito na lei de Moisés, todo este mal nos sobreveio; apesar disso, não suplicamos à face do SENHOR nosso Deus, para nos convertermos das nossas iniquidades, e para nos aplicarmos à tua verdade. 14 Por isso o SENHOR vigiou sobre o mal, e o trouxe sobre nós; porque justo é o SENHOR, nosso DEUS, em todas as suas obras, que faz, pois não obedecemos à sua voz. 15 Agora, pois, ó SENHOR, nosso DEUS, que tiraste o teu povo da terra do Egito com mão poderosa, e a ti mesmo adquiriste renome, como hoje se vê; temos pecado, temos procedido impiamente. 16 Ó SENHOR, segundo todas as tuas justiças, aparte-se a tua ira e o teu furor da tua cidade de Jerusalém, do teu santo monte; porque por causa dos nossos pecados, e por causa das iniquidades de nossos pais, tornou-se Jerusalém e o teu povo um opróbrio para todos os que estão em redor de nós. 17 Agora, pois, ó DEUS nosso, ouve a oração do teu servo, e as suas súplicas, e sobre o teu santuário assolado faze resplandecer o teu rosto, por amor do SENHOR. 18 Inclina, ó DEUS meu, os teus ouvidos, e ouve; abre os teus olhos, e olha para a nossa desolação, e para a cidade que é chamada pelo teu nome, porque não lançamos as nossas súplicas perante a tua face fiados em nossas justiças, mas em tuas muitas misericórdias. 19 Ó SENHOR, ouve; ó SENHOR, perdoa; ó SENHOR, atende-nos e age sem tardar; por amor de ti mesmo, ó DEUS meu; porque a tua cidade e o teu povo são chamados pelo teu nome. 20 Estando eu ainda falando e orando, e confessando o meu pecado, e o pecado do meu povo Israel, e lançando a minha súplica perante a face do SENHOR, meu DEUS, pelo monte santo do meu DEUS, 21 Estando eu, digo, ainda falando na oração, o homem Gabriel, que eu tinha visto na minha visão ao princípio, veio, voando rapidamente, e tocou-me, à hora do sacrifício da tarde. 22 Ele me instruiu, e falou comigo, dizendo: Daniel, agora saí para fazer-te entender o sentido. 23 No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, porque és mui amado; considera, pois, a palavra, e entende a visão. 24 Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo. 25 Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos. 26 Depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. 27 Ele fará firme aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; sobre a asa das abominações virá o assolador, até que a destruição, que está determinada se derrame sobre ele.
                                                                    AMÉM !!!

                                      É DESSE JEITO! "Áudio+"



                                                


                  9: 1 ( de Dario, filho de Assuero, ...) CRUZ+ (Daniel 1: 21).

                  9: 2 (Jeremias) CRUZ+ (2 Crônicas 36: 21; Esdras 1: 1; Jeremias 25: 11-12; 29: 10; Zacarias 7: 5).


                  9: 3 (Voltei o rosto ao SENHOR DEUS, ...) CRUZ+ (Neemias 1: 4; Daniel 6: 10; 10: 15).


                  9: 4 (ah! SENHOR! DEUS ...) CRUZ+ (Êxodo 20: 6).


                  9: 5 (temos pecado e cometido iniquidades, ...) CRUZ+ (1 Reis 8: 47-48; Neemias 9: 33; Salmos 106: 6; Isaías 64: 5-7; Jeremias 14: 7).


                 9: 6 (e não demos ouvido aos teus servos, os profetas, ...) CRUZ+ (2 Crônicas 36: 15; Jeremias 44: 4-5).


                9: 7 (Pertence a Justiça, ...) CRUZ+ (Neemias 9: 33).


                9: 9 (Ao SENHOR, nosso DEUS, pertence a Misericórdia e o Perdão, ...) CRUZ+ (Neemias 9: 17; Salmos 130: 4, 7).



                9: 11 ( todo o Israel transgrediu a TUA LEI, .../ Lei de Moisés, ...) CRUZ+ (Isaías 1: 3-6/ Levítico 26: 14).


               9: 12 (Confirmou a SUA PALAVRA, .../porquanto nunca, ... ) CRUZ+ (Zacarias 1: 6/Lamentações 1: 12; 2: 13).


                9: 13 (Como está escrito na Lei de Moisés, .../apesar disso, não temos implorado ...) CRUZ+ (Deuteronômio 28: 15-68/ Isaías 9: 13).


                9: 14 (cuidou em trazer sobre nós o mal .../o SENHOR, nosso DEUS, ...) CRUZ+ (Jeremias 31: 28; 44: 27/ Neemias 9: 33).


               9: 15 (que tiraste o teu povo da terra do Egito .../ renome, como hoje se vê, ...) CRUZ+ (Neemias 1: 10/ Neemias 9: 10).


                9: 16 (segundo todas as TUAS Justiças, .../ TEU Santo Monte, .../ e por causa das iniquidades de nossos pais, .../ Jerusalém e .../ opróbrio para todos os que estão em redor) CRUZ+ (1 Samuel 12: 7/ Zacarias 8: 3/Êxodo 20: 5/Lamentações 2: 16/ Salmos 79: 4).


                 9: 17 (assolado faze resplandecer .../ por/ amor do SENHOR) CRUZ+ (João 16: 24/ Números 6: 24-26/Lamentações 5: 18).


                9: 18 (ó DEUS meu, .../ e olha para a nossa desolação e .../que é chamada pelo TEU Nome, ...) CRUZ+ (Isaías 37: 17/ Êxodo 3: 7/ Jeremias 25: 29).


                9: 21 ( Gabriel) CRUZ+ (Daniel 8: 16).


                9: 23 ( amado/ considera, pois, a coisa e entende a visão) CRUZ+ (Daniel 10: 11, 19/ Mateus 24: 15).


                9: 24 (para expiar a iniquidade/ para trazer a Justiça Eterna, .../ e para ungir o Santo dos Santos) CRUZ+ (Isaías 53: 10/ Apocalipse 14: 6/ Salmos 45: 7).


                9: 25 (Ungido/ ao Príncipe) CRUZ+ (Lucas 2: 1-2; João 1: 41; 4: 25/ Isaías 55: 4).


                9: 26 (Ungido/ e já não estará/ o povo/ destruirá a cidade ...) CRUZ+ (Isaías 53: 8; Mateus 27: 50; Marcos 9: 12; 15: 37; Lucas 23: 46; 24: 26; João 19: 30; Atos 8: 32/ 1 Pedro 2: 21/ Mateus 22: 7/ Mateus 24: 2; Marcos 13: 2; Lucas 19: 43-44).


                9: 27 (Aliança/ muitos/ até que a destruição, que ...) CRUZ+ (Isaías 42: 6/ Mateus 26: 28/ Daniel 11: 36).





    9: 1 No primeiro ano de Dario. No início do domínio medo-persa.

                         9: 2  Jeremias [...] setenta anos. Daniel estava estudando as profecias de Jeremias seu contemporâneo mais velho. Jeremias registrou a Mensagem de DEUS de que a terra de Judá permaneceria desolada sob o domínio babilônico durante 70 anos. Então Babilônia seria punida, e os judeus poderiam retornar do exílio (Jeremias 25: 11, 12; 29:10). Agora Babilônia havia sido punida, e um novo império acabara de assumir o poder (Daniel 5 - 6 ). Portanto, segundo o que Jeremias dissera, o fim dos 70 anos havia chegado e era hora da libertação dos cativos judeus. Daniel deveria estar muito feliz.

                        9: 3 jejum, pano de saco e cinza. Em vez de se sentir alegre, contudo, Daniel estava de luto (comparar com Ester 4: 1, 3; Salmos 35: 13; Isaías 58: 5; Jeremias 6: 26). Seu problema era a visão de Daniel 8, a qual mostrava que haveria um longo período de dificuldade para o povo de DEUS antes da restauração do santuário. Está claro que ele não compreendia as 2.300 tardes e manhãs (8: 14) como dias literais (menos de seis anos e meio), caso contrário não teria se preocupado. Naturalmente, Daniel presumiu que o santuário fosse o templo em Jerusalém e associou sua justificação à restauração após o povo ser liberto do exílio. Ele deve ter concluído que, por causa dos pecados do povo, DEUS havia decidido adiar a libertação do cativeiro babilônico para um futuro distante.

                         9: 4 Orei [...] confessei. No fim das bençãos e das maldições da aliança em Levítico 26, DEUS havia prometido que, se SEU povo exilado se humilhasse, se arrependesse e confessasse seus pecados e os de seus antepassados, ELE o restauraria do exílio (Levítico 26: 40-45).

                        9: 5 temos pecado. Daniel era um homem justo, e a BÍBLIA não registra nenhum pecado que ele tenha cometido. Ainda assim, o profeta não atribui pecado apenas a seus compatriotas. Ele se identifica com o povo nesta Oração de Intercessão.

                        9: 17-19 o teu santuário [...] a tua cidade e o teu povo são chamados pelo teu nome. Como Moisés (Êxodo 32: 11-13; Números 14: 13-19), Daniel intercedeu junto ao SENHOR em prol do povo, apelando para o Caráter Misericordioso de DEUS e para a necessidade de preservar a reputação divina no mundo. Daniel também estava preocupado com a cidade de Jerusalém e com o  santuário no "Monte Santo" (Monte Sião), onde o SENHOR havia colocado SEU Nome/SUA Identidade (comparar com Deuteronômio  12: 5, 11, 21). A preocupação com o povo e o santuário liga a oração à visão de Daniel 8, na qual o poder do chifre pequeno oprime o povo e age contra o santuário.

                      9: 21 sacrifício da tarde. Ou "Oferta de manjares da tarde" (2 Reis 16: 15; Esdras 9: 4, 5). O Anjo Gabriel (comparar com Lucas 1: 19, 26) apareceu a Daniel em forma humana mais ou menos na hora em que o último sacrifício regular do dia seria realizado no templo, caso estivesse em funcionamento (comparar com Êxodo 29: 39-42; Levítico 6: 20). Este era um momento apropriado, conforme as Palavras do Salmista: "Suba à TUA Presença a minha oração, como incenso, e seja o erguer de minhas mãos como oferenda vespertina" (Salmos 141: 2).

                      9: 23 entende a visão. Nenhuma visão é relatada no cap. 9. Portanto, a referência é a visão do cap. 8. De modo mais precioso, a palavra hebraica para "visão" neste versículo é a mesma usada em 8: 26 para a conversa sobre as 2.300 tardes e manhãs (8: 13, 14), que deixou Daniel muito perplexo. Gabriel veio para explicar este elemento temporal, a fim de aliviar a angústia do profeta em relação ao aparente conflito entre os 70 anos de Jeremias e os 2.300 dias/anos de sua visão.


                     9: 24 Setenta semanas. A palavra para "semana" significa "grupo de sete" e pode ser um ciclo de dias ou de anos. Neste caso, obviamente se refere a anos, porque os eventos ocupam muito mais tempo do que 490 (70 x 7) dias literais. Por exemplo, a reconstrução de Jerusalém nunca terminaria em 70 semanas de dias literais (menos de um ano e meio). Portanto, elas são entendidas como "semanas de anos" (sobre ciclo de sete anos, ver também os períodos de anos sabáticos em Levítico 25). O número "setenta" relaciona esta unidade de tempo aos 70 anos profetizados por Jeremias (ver "NT+" sobre Daniel 9: 2). Assim como a nação de Judá sofreu 70 anos de exílio em resultado de rebelião e pecado, ele agora teria 70 ciclos de anos sabáticos (490 anos), no fim dos quais a rebelião terminaria e se colocaria um fim nos pecados, determinados. Esta palavra ocorre apenas aqui na Bíblia hebraica. Nos escritos rabínicos, seu significado básico é "cortar" de algo mais longo. Esta é uma acepção possível para a palavra "determinadas". Neste versículo, tanto o sentido básico quanto o ampliado se aplicam: os 490 anos são cortados" de uma unidade mais longa de 2.300 dias/anos (8: 14); além disso, este período de 490 anos está "determinado" para o povo judeu e para a cidade santa de Jerusalém. "Determinado" quer dizer que se aplica de maneira especial a eles. Daniel estava preocupado com o destino de seu povo, da cidade e do templo durante as 2.300 "tardes e manhãs, mas não havia resposta. fazer cessar a transgressão. A palavra hebraica para "transgressão" significa pecado rebelde (comparar com o verbo "rebelar" ou "revoltar", do mesmo radical em 1 Reis 12: 19; 2 Reis 1: 1; 3: 5; sobre a combinação dos termos "transgressão", "pecado" e "iniquidade"/culpa (mas com "iniquidade" listada primeiro), ver Êxodo 34: 7; Levítico 16: 21). Os 490 anos seriam um período para resolver os defeitos morais que haviam assolado o povo de DEUS ao longo de sua história como nação. Isso aconteceria por intermédio do MESSIAS. Com os remédios para os três males citados anteriormente, três coisas boas viriam: justiça duradoura, o selamento (confirmação) da profecia e a unção do Santo dos Santos. para ungir o Santo dos Santos. Consagração de um Santuário a DEUS para sua Função Sagrada (comparar com Levítico 8: 10-12). Esta consagração aconteceria séculos depois da dedicação do segundo templo, construído e dedicado logo após o retorno do exílio (Esdras 6). Portanto, esta deve ser a consagração de outro templo (ver "NT+" de Daniel 9: 25).

                   9: 25 ordem para restaurar e para edificar Jerusalém. Os 490 anos começam no momento desta ordem, que restaurou aos judeus a posse da cidade, a qual tornaria a ser sua capital (comparar com 1 Reis 20: 34; 2 Reis 14: 22). A ordem foi dada pelo rei persa Artaxerxes I no sétimo ano de seu reinado (Esdras 7: 11-26); portanto, entrou em vigor em 457 a.C. Diferentemente dos decretos anteriores de Ciro (Esdras 1: 1-4; 6: 3-5) e de Dario (Esdras 6: 1-12), o de Artaxerxes inclui uma preocupação explícita pela cidade de Jerusalém em si, não apenas pelo povo judeu e seu templo. Artaxerxes ordenou a restauração de Jerusalém como o centro judicial e civil do povo judeu. O controle civil incluía o direito de reconstruir obras públicas (comparar com 1 Reis 20: 34), algo que Esdras e seus aliados começaram a fazer antes de enfrentarem oposição (Esdras 4: 11-16). mais tarde, Neemias terminou esse trabalho (Neemias 3 - 7). A PALAVRA de DEUS sobre a restauração de SEU povo do exílio começou a ser cumprida por meio das ordens de Ciro e Dario e se completou mediante o decreto de Artaxerxes (comparar com Esdras 6: 14). ao Ungido, ao Príncipe. A palavra "Messias", em língua portuguesa, deriva de um termo hebraico que significa "Ungido". Reis e sacerdotes, em especial sumo sacerdotes, eram ungidos no antigo Israel (Levítico 6: 22; 2 Samuel 5: 3). A palavra "Príncipe" se refere a um líder que podia tanto ser Rei (1 Samuel 9: 16; 13: 14) quanto Sacerdote ( 1 Crônicas 9: 10, 11; Neemias 11: 11, 12; Jeremias 20: 1). Em Daniel 9 é Predito o Ministério do "Ungido" Supremo, o "Messias" (= "CRISTO", derivado do grego), cuja vinda estaria ligada ao fim do pecado, ao estabelecimento da Justiça, à Confirmação da Profecia e à Consagração de um Santuário (Daniel 9: 24, 25). ELE é tanto SACERDOTE quanto REI (Salmos 110). Segundo o Novo Testamento, esta Pessoa é JESUS CRISTO. ELE foi Ungido pelo ESPÍRITO de DEUS (Lucas 4: 18), morreu para perdoar nossos pecados e nos cobrir com SUA Justiça (2 Coríntios 5: 21), cumpriu profecias (Mateus 1: 22, 23; 2: 5, 6, etc.) e começou a atuar como nosso Melquisedeque (= "REI de Justiça") e SUMO SACERDOTE no Templo de DEUS no Céu (Hebreus 7 - 10). sete semanas e sessenta e duas semanas. Estas 69 "semanas" de anos (ver v. 27 acerca da última "semana") correspondem a 483 anos, de 457 a.C. (decreto de Artaerxes l ), até 27 d.C. (levando em conta que não houve ano zero entre as eras a.C e d.C.). Neste ano, o 15° (segundo a contagem judaica) do reinado de Tibério César, o ESPÍRITO SANTO desceu sobre JESUS no batismo, e ELE começou seu Ministério (Lucas 3). Existem muitas profecias surpreendentes sobre CRISTO no AT (Salmos 22; Isaías 53, etc.), mas a de Daniel 9 é especial porque aponta com precisão o início do SEU Ministério com mais de 500 anos de antecedência. Observe que as primeiras sete semanas de anos formam um ciclo jubileu de 49 anos (Levítico 25: 8-10), mostrando que os 490 anos consistem de dez períodos de jubileu de grande escala, cujo fim disponibilizaria liberdade (neste caso, do pecado; Daniel 9: 24) para toda a nação.

                9: 26 será morto o Ungido. A língua original traz o mesmo termo usado em Levítico 7: 20: eliminado". É notável que o Messias receba esta punição divina para pecados graves, que consistia na eliminação de uma pessoa de sua família. Tratava-se de um tipo de morte permanente, além da morte comum do corpo mortal (Levítico 20: 2, 3). CRISTO sofreu o castigo da "segunda morte" (comparar com Apocalipse 2: 11; 20: 6, 14) por nós na cruz a fim de nos Salvar dela. Todavia, por ser inocente e ter carregado a culpa de todos (1 Pedro 2: 21-24), ELE conseguiu retornar da morte suprema, da qual não há volta, e ver sua posteridade (Isaías 53: 10). já não estará. Ou, "não terá nada". CRISTO não tinha domínio, honra ou posses terrenas quando morreu. Até mesmo SUAS roupas foram levadas (Mateus 27: 35). Aparentemente, tudo estava perdido. o povo de um Príncipe que há de vir. Depois da morte de CRISTO, Roma Imperial, sob o governo de Tito (seu "príncipe"/líder), destruiu Jerusalém e o templo em 70 d.C.

                 9: 27 Fará Firme Aliança com muitos. Depois da referência ao povo e ao príncipe que destruíram Jerusalém, a explicação se volta para a Obra do MESSIAS como parte da Profecia das 70 semanas. CRISTO fez uma "Firme Aliança"para benefício de todos mediante SEU sacrifício (Mateus 26: 28; comparar com Jeremias 31: 31-34). na Metade da Semana. Quer dizer na metade da última "semana" (sete anos) dos 490 anos a partir de 457 a.C. Os últimos sete anos começaram em 27 d.C (batismo de JESUS). O Ministério terreno de CRISTO durou a primeira metade desta "semana": três anos e meio até SUA morte. Quando ELE morreu, o véu do templo se rasgou em duas partes (Mateus 27: 51), tornando obsoletos os sacrifícios que apontavam para o Sacrifício do MESSIAS (comparar com Hebreus 10: 1). Assim CRISTO fez cessar o sacrifício e a oferta. Então ELE Subiu ao Céu e Continuou a Confirmar a Aliança por meio do Dom do ESPÍRITO SANTO no testemunho dos Apóstolos (Atos 1 - 7). Em 34 d.C., o fim dos últimos sete anos, o conselho nacional judaico rejeitou o EVANGELHO e martirizou Estêvão (Atos 7). Levantou-se uma grande perseguição contra os cristãos, levando-os a se dispersar (Atos 8: 1). Assim, o EVANGELHO chegou aos gentios, e eles puderam se tornar cristãos sem primeiro precisarem se tornar judeus (Atos 10 - 11; 13 - 15). sobre a asa das abominações virá o assolador. A palavra hebraica usada nesta passagem para "abominações" se refere à idolatria, uma forma grave de rebelião contra DEUS (comparar com Deuteronômio 29: 17; 2 Reis 23: 24). A ideia refere-se a uma assolação que vai além do período de Roma imperial e da destruição de Jerusalém em 70 d.C., passando a incluir a devastação causada pela fase religiosa do poder do chifre pequeno na última parte dos 2.300 anos (Daniel 8: 11-13 - "transgressão assoladora"; comparar com 11: 31, 12: 11 - "abominação desoladora"). O chifre pequeno estabelece uma forma de idolatria ou falso sacrifício que pretende substituir a função do sistema sacrifical terreno ao qual CRISTO pôs fim. Portanto, após o fim dos 490 anos, a explicação de Daniel 9: 27 está ligada ao restante da visão do cap. 8. Isso reforça o fato de que os 490 anos são a primeira parte dos 2.300 anos.

                                             É DESSE JEITO! "Presente+"

                                                 




   #NovoTempo              

                  * Fiquem com DEUS e se ELE permitir no Próximo Santo Dia, têm +É DESSE JEITO !  (Preceito por Preceito/Especial: O Livro de Daniel 10/ 12 )