Especial: "E a VERDADE, Vos Libertarás" (Mensagem+) Google+

                                 É DESSE JEITO!

                             “E a VERDADE Vos Libertarás”


             Logo depois de pregar JESUS na cruz, homens fortes levantaram o madeiro e o fincaram violentamente no chão. Isso causou um intenso sofrimento ao FILHO de DEUS. Pilatos escreveu então um letreiro em latim, grego e hebraico, que mandou afixar em cima da cruz, para que todos pudessem ler:
Jesus Nazareno, o Rei dos judeus.” João 19:19.
No entanto, os judeus pediram que Pilatos mudasse a inscrição do letreiro, dizendo:
“Não escrevas: Rei dos judeus, e sim que Ele disse: Sou o Rei dos judeus.” João 19:21.
Mas Pilatos se sentia descontente consigo mesmo por causa de sua fraqueza e desprezou completamente os príncipes perversos e invejosos, dizendo:
“O que escrevi, escrevi.” João 19:22.
Os soldados dividiram entre si as vestes de JESUS, mas como SUA túnica era sem costura, brigaram por ela e finalmente fizeram um acordo de que deveriam lançar a sorte para ver quem a levaria. O Profeta de DEUS já havia predito esse incidente nas ESCRITURAS.
“Cães ME cercam; uma súcia de malfeitores Me rodeia; traspassaram-ME as Mãos e os pés. Repartem entre si as MINHAS vestes e sobre a MINHA túnica deitam sortes.” Salmos 22:16, 18.
            Assim que JESUS foi erguido na cruz, desenrolou-se uma terrível cena. Sacerdotes, príncipes do povo e escribas se juntaram à multidão e irromperam em zombarias e insultos contra o FILHO de DEUS agonizante, dizendo:
“Se Tu és o Rei dos judeus, salva-Te a Ti mesmo.” Lucas 23:37. “Salvou os outros, a Si mesmo não pode salvar-Se. É Rei de Israel! Desça da cruz, e creremos nEle. Confiou em Deus; pois venha livrá-Lo agora, se, de fato, Lhe quer bem; porque disse: Sou Filho de Deus.” Mateus 27:42, 43.
             CRISTO poderia ter descido da cruz; mas, se tivesse feito isso, jamais poderíamos ser Salvos. Por Amor a nós, ELE dispôs a morrer.
“Mas ELE foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ELE, e pelas SUAS pisaduras fomos sarados.”( Isaías 53:5/PALAVRA DE DEUS).






“No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu que a pedra estava removida. Então, correu e foi ter com Simão Pedro e com outro Discípulo, a quem JESUS Amava, e Disse-lhes: Tiraram do sepulcro o SENHOR, e não sabemos onde o puseram, Saiu, pois, Pedro e o Outro Discípulo e foram ao sepulcro. Ambos corriam juntos, mas o outro Discípulo correu mais depressa do que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro; e, abaixando-se, viu os lençóis de linho, todavia, não entrou. Então, Simão Pedro, seguindo-o, chegou e entrou no sepulcro. Ele também viu os lençóis, e o lenço que estivera sobre a Cabeça de JESUS, e que não estava com os lençóis, mas deixado num lugar à parte. Então, entrou também o outro discípulo, que chegara primeiro ao sepulcro, e viu, e creu. Pois ainda, não tinham compreendido a ESCRITURA, que era necessário que ELE Ressuscitasse dentre os mortos. E voltaram os discípulos outra vez para casa. Maria, entretanto, permanecia junto à entrada do túmulo, chorando. Enquanto chorava, baixou-se, e olhou para dentro do túmulo, e viu dois Anjos vestidos de branco, sentados onde o corpo de JESUS fora posto, um à cabeceira e outro aos pés. Então, Eles lhe perguntaram: Mulher, porque choras? Ela lhes respondeu: Porque levaram o meu SENHOR, e não sei onde o puseram. Tendo disto isto, voltou-se para trás e viu JESUS em pé, mas não reconheceu que era JESUS. Perguntou-lhe JESUS: Mulher, porque choras? A quem procuras? Ela, supondo ser o jardineiro, respondeu: Senhor, se tu o tiraste, dize-me onde O puseste, e eu O levarei. Disse-Lhe JESUS: Maria! Ela, voltando-se, lhe disse, em hebraico, Raboni (que quer dizer MESTRE)! Recomendou-lhe JESUS: Não me detenhas; porque ainda não subi para MEU PAI, mas vai ter com os meus Irmãos e Dize-lhes: Subo para MEU PAI e vosso PAI, para MEU DEUS e vosso DEUS”
            As horas da noite de Sábado passaram silenciosamente, até chegar a hora mais escura de todas, pouco antes da aurora. E durante todo esse tempo, JESUS esteve como prisioneiro da morte na sepultura. A grande pedra estava firmemente segura no seu lugar, o selo romano continuava intacto e a guarda romana continuava de serviço. De repente, um grande terramoto sacudiu a terra, ao aproximar-se um Anjo vindo do Céu, rodeado pela Glória de DEUS. Todos os soldados caíram ao chão, como mortos.
A guarda viu destruído o selo oficial romano colocado no túmulo, enquanto o Anjo rolava a pesada pedra como se fosse um seixo. Depois, ouviram o Anjo falar à entrada da gruta: “FILHO de DEUS, sai para fora! O TEU PAI TE Chama.” Imediatamente JESUS Se Levantou, saiu da sepultura e proclamou: “EU SOU a Ressurreição e a Vida.”
Durante o estremecer da terra, o resplendor do relâmpago e o rugido do trovão, os olhos dos soldados permaneceram cravados na Face radiante de CRISTO. Era este o mesmo que tinham visto agir como um prisioneiro que não opunha resistência na sala do julgamento diante de Pilatos e de Herodes? Era o mesmo para quem tinham feito uma coroa de espinhos? O mesmo cujas costas tinham sido laceradas com um chicote? O mesmo que tinham cravado na cruz? O mesmo que tinham ridicularizado? O mesmo que os sacerdotes tinham escarnecido, abanando as suas cabeças e dizendo: “Salvou outros, mas não pode salvar-se a si mesmo” (Mateus 27:42)?

             Agora, espantados e atemorizados, sabiam que nada podia mantê-LO prisioneiro da morte. Ainda que tivessem amontoado montanhas e montanhas sobre a SUA sepultura, ainda assim ELE Teria Saído com Vida!
Quando a Glória dos Anjos se desvaneceu com os primeiros alvores da aurora, os soldados lutaram para pôr-se de pé, cambaleando como ébrios, e dirigiram-se para Jerusalém, contando a notícia a todas as pessoas que encontravam. Enquanto se dirigiam a Pilatos, o relato chegou às autoridades judaicas, e os principais sacerdotes mandaram chamar os soldados à sua presença primeiro.
Ainda trémulos devido aos acontecimentos na sepultura, com os rostos ainda sem cor, os guardas romanos testemunhavam de forma convincente de que JESUS tinha sido Ressus citado dos mortos. Contaram toda a história exatamente como a tinham testemunhado. Não tinha havido nem tempo nem motivação para contar outra coisa senão a VERDADE. Enquanto os sacerdotes ouviam, os seus rostos cobriram-se com a palidez da morte. Caifás tentou falar. Os seus lábios moviam-se, mas não havia som algum. Finalmente, quando os soldados se preparavam para sair, Caifás recobrou a voz e disse: “Esperem! Não contem a ninguém o que viram.”
Então os sacerdotes inventaram uma mentira para os soldados.
“Digam que os Seus discípulos vieram durante a noite e roubaram o corpo enquanto vocês dormiam.” Que mentira incrível! Se os soldados estivessem adormecidos quando os discípulos roubassem o corpo, como é que eles poderiam sabê-lo? E se os discípulos tivessem roubado o Seu corpo, certamente os sacerdotes seriam os primeiros a condená-los! Os soldados ficaram horrorizados com a ideia de trazerem sobre si mesmos a acusação de dormirem em serviço. Esse era um crime pelo qual podiam ter de pagar com as próprias vidas. Para acalmar os soldados, os sacerdotes prometeram-lhes proteção e dinheiro se seguissem as suas instruções.

              Voltando ao túmulo no jardim, nesse Domingo de manhã muito cedo, as mulheres dirigiram-se ao sepulcro, levando consigo especiarias para ungir o corpo de JESUS. A ideia de que ELE podia ter Ressuscitado dos mortos não entrara nas suas mentes. Ao aproximarem-se do jardim, perguntavam umas às outras quem afastaria a grande pedra que bloqueava a entrada. Elas sabiam que não podiam. Então sentiram a terra a começar a tremer sob os seus pés e viram o céu iluminado com glória. Quando chegaram ao túmulo, a pedra já tinha sido movida, e não encontraram nenhum corpo no interior.
Maria Madalena, que tinha chegado primeiro, não perdeu tempo e correu a contar aos discípulos. Momentos mais tarde, quando as outras mulheres chegaram, sentiram que não estavam sozinhas. Olhando ao redor, viram alguém sentado junto ao túmulo. Era o Anjo que tinha afastado a pedra.
           O brilho que rodeava o Anjo assustou-as, e voltaram-se para se irem embora. As Palavras do Anjo fizeram-nas parar. “Não temam; sei que buscais a JESUS. Não está aqui! Está vivo! Venham ver o lugar onde estava o Seu corpo. Depois, vão depressa contar aos Seus discípulos.”
Só então é que as mulheres se lembraram das SUAS PLAVRAS Acerca da Ressurreição, e Compreenderam que não precisavam das dispendiosas especiarias e unguentos que tinham trazido.
Maria, não tendo ouvido a notícia da Ressurreição de JESUS, chegou junto de Pedro e João antes das outras mulheres e contou a notícia chocante de que alguém tinha levado o Corpo de JESUS. Assim, os três correram de volta para o túmulo e confirmaram o que Maria lhes tinha dito. Viram ali a mortalha, mas nem sinal de JESUS.
               Quando Pedro e João deixaram o túmulo e voltaram para Jerusalém, Maria deixou-se ficar para trás, esmagada pela dor e perguntando-se quem poderia dizer-lhe o que tinha acontecido ao Corpo de JESUS.
No meio desta perplexidade, com os olhos cheios de lágrimas, ela ouviu uma voz que perguntava: “Porque choras? A quem procuras?” (João 20:15).
Através das suas lágrimas, Maria podia ver uma figura e pensou que fosse o jardineiro. Ela pediu: “Se levaste o corpo, diz-me onde o puseste.” Maria receava que o jardineiro pudesse ter pensado que a sepultura daquele homem rico era demasiado honrosa para alguém crucificado como um criminoso. Se fosse esse o caso, ela encontraria um lugar adequado. A sua mente foi imediatamente para o túmulo onde ela e a sua irmã tinham sepultado Lázaro antes de JESUS o Ressuscitar dos mortos.
Então JESUS dirigiu-SE a ela de novo, desta vez pelo seu nome: “Maria!”
Instantaneamente, ela percebeu que aquele não era o jardineiro - era o ressuscitado JESUS! Por um instante, ela esqueceu que ELE tinha sido crucificado, e correu para abraçar-Lhe os pés, exclamando: “Mestre!”.
JESUS Levantou a SUA Mão e Disse: “Agora não. Tenho de subir para o MEU PAI. Vai ter com os MEUS discípulos e diz-lhes que vou para o MEU PAI, vosso PAI; MEU DEUS, vosso DEUS.”
Maria partiu rapidamente, para partilhar Essa Mensagem incrível.

                Os sacerdotes tornaram-se os instrumentos de Satanás quando planearam a morte de JESUS, e no Domingo de manhã ainda estavam totalmente submetidos ao seu poder. Quando ouviram o relato da ressurreição, tiveram medo da reação do povo e sentiram que as suas próprias vidas corriam perigo. A sua única esperança era tentar fazer JESUS passar por impostor e negar a SUA Ressurreição. Assim, subornaram os soldados, garantiram o silêncio de Pilatos e espalharam as suas mentiras o mais possível.
Mas havia algumas testemunhas que eles não podiam silenciar. Muitas pessoas tinham ouvido o espantoso relato dos soldados quando iam a caminho da cidade. Também havia Outros que Tinham Sido Ressuscitados dos mortos ao mesmo tempo que JESUS. Depois, o Próprio JESUS apareceu a alguns, confirmando que estava vivo. Por isso, desde esse dia, o maior medo dos sacerdotes era que eles mesmos pudessem um dia vir a encontrar JESUS cara a cara.
                Assim como se tinham Cumprido as PALAVRAS de JESUS acerca da SUA morte, Cumpriam-se Agora as SUAS PALAVRAS acerca da SUA Ressurreição. ELE tinha dito aos SEUS discípulos: “Dou a MINHA VIDA para VoltarA Tomá-La… TENHO PODER PARA A DAR, E PODER PARA A VOLTAR A TOMAR.” E aos sacerdotes ELE Disse: “DESTRUÍ ESTE TEMPLO, E EM TRÊS DIAS O RECONSTRUIREI” (JOÃO 10:17, 18; 2:19).
Fora do inutilizado túmulo de José de Arimateia, JESUS Afirmou Triunfante: “EU SOU a Ressurreição e a Vida”. Só DEUS podia Pronunciar Essas PALAVRAS. Todas as criaturas vivem pelo Poder e Vontade de DEUS que os fez. Todos somos dependentes; Todos somos recipientes da Vida Vinda de DEUS. Só ELE Podia Dizer, honestamente: “Tenho Poder para dar a MINHA Vida, e Poder para Voltar a Tomá-la.” Na SUA Divindade JESUS tinha demonstrado o SEU Poder para quebrar os grilhões da morte.
No momento da SUA Ressurreição, JESUS Ressuscitou muitas pessoas que estavam mortas. Eram pessoas que tinham trabalhado para DEUS e que tinham dado as suas vidas para falarem a VERDADE a SEU respeito. O terremoto no momento da morte de JESUS tinha aberto essas sepulturas, e quando JESUS Ressuscitou, elas também ressuscitaram. Durante o SEU Ministério JESUS tinha Ressuscitado mortos em mais de uma ocasião. Ressuscitou o filho da viúva de Naim, a filha do governador e Lázaro. Mas nenhum deles foi ressuscitado para sempre. Com o tempo, cada um deles morreu outra vez. Mas as pessoas que voltaram à vida no momento da Ressurreição de JESUS, Ressuscitaram para a Imortalidade e ascenderam com JESUS na Sua ascensão, como troféus da SUA Vitória sobre a morte e a sepultura.
Para o crente, JESUS é a Ressurreição e a Vida. ELE Disse:
“Eu
VIM para que Tenham VIDA, E… A Tenham em Abundância”
(JOÃO 10:10). NELE, Tudo o que foi perdido por causa do pecado será restaurado. A Vida está NELE, e ELE Voltará a dar Vida a Todos os que O Escolherem como SALVADOR. Na VERDADE, no Momento em que Aceitamos JESUS, Temos Vida Eterna.
             Referindo-Se à Santa Ceia, ELE Disse: “Quem comer a minha CARNE E BEBER O MEU SANGUE TEM A VIDA ETERNA, E EU O RESSUSCITAREI no Último Dia” (João 6:54). Para o Cristão a morte é um sono, um período de repouso. Todos os amigos de JESUS estão em segurança sob os SEUS cuidados, e quando ELE voltar estarão com ELE para sempre na SUA Glória.
                     No Último Dia a Voz de JESUS Será Ouvida desde o Céu. Penetrará nas sepulturase abri-las-á, e aqueles que “dormem emJESUS” sairão para a Vida. Na SUA Ressurreição, só umas poucas sepulturas foramabertas, mas na SUA Segunda Vinda Todos os SEUS amigos que dormem ouvirão a SUAVoz, e ressuscitarão para a Vida e a Imortalidade.A Promessa da Segunda Vinda de JESUS permaneceu fresca na mente dos discípulostoda a sua vida. Eles sabiam que o mesmo JESUS que tinham visto subir para oCéu, voltaria. A mesma Voz que tinha dito: “ESTOU convosco todos os dias até àconsumação do século” (Mateus28:20) lhes daria um dia as Boas- Vindas no Reino dos Céus.Agora os discípulos compreendiam o trabalho que lhes tinha Sido Ordenado que fizessem. Sabiam que DeviamPartilhar as VERDADES que JESUS lhes Tinha Ensinado. Deviam contar a Históriada Vida de JESUS, da SUA morte e Ressurreição, os Mistérios da SALVAÇÃO e oPoder de DEUS para Perdoar pecados. Através do Poder do ESPÍRITO SANTO elesPartilhariam Esses Temas por Toda a parte.

                              É DESSE JEITO! "Presente+"

                               Blog É DESSE JEITO!

                                           
                                                             "Acesse+"        

                                         igrejas.adventistas.org

                                                       "É DESSE JEITO ! Indica+"

                                                         Assista a TV Novo Tempo
                                                          www.novotempo.com

                    NET Canal 184 | SKY Canal 14 | Oi Canal 214 | Claro hdtv Canal 184.

                                         Para canal aberto em sua cidade acesse:
                                                novotempo.com/tv/onde-assistir

                                         Também em todas parabólicas do Brasil.
                                                     www.encontreumaigreja.com.br

                                                            Oferecimento:

                                                         Blog É DESSE JEITO!
                                           alexandre7edessejeito.blogspot.com.br

                  * Fiquem com DEUS e se ELE permitir no Próximo Santo Dia, têm +É DESSE JEITO !